• Publicado em

    Atriz Letícia Almeida teria forjado exame de DNA, diz ex-sogro

    O pai de Saulo, o pastor Márcio Matos, falou sobre o caso envolvendo Letícia Almeida e a paternidade da pequena Madah

    Letícia Almeida revelou recentemente que o pai biológico da sua filha Maria Madalena é o cantor Jonathan Couto, marido de Sarah Poncio. Até então, o rapper Saulo Poncio (irmão de Sarah) acreditava ser o pai da menina e chegou registrar a criança em cartório. No entanto, mesmo após anunciar a real paternidade de Madah, o imbróglio envolvendo Letícia Almeida, Saulo Poncio, Jonathan Couto e Sarah Poncio parece não ter chegado ao fim. Os bastidores da trama familiar foram revelados pelo jornal Extra.

    O pai de Saulo, o pastor Márcio Matos, da Igreja Pentecostal Anabatista, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, conversou com a publicação e contou novos detalhes da história.

    Relacionamento conturbado

    O ex-sogro comentou que o relacionamento da atriz com Saulo era conturbado. “Letícia era obreira da nossa igreja, todos se conheceram lá. Ela e meu filho, Saulo, tiveram um namoro conturbado, de idas e vindas. Numa destas voltas, o Saulo foi fazer um show em Brasília, e sabe como é jovem… Ela teria ficado sabendo que ele estava lá de brincadeira com umas meninas e não gostou”, disse o pai do rapper.

    Traição de Jonathan

    O pastor revelou ainda que, ao saber disso, Leticia foi até a casa de Jonathan e Sarah a fim de desabafar. “Não sei se por vingança, raiva. Não sabemos o que se passa no coração do outro”. Jonathan já se manisfestou sobre o caso.

    De acordo com o pai de Sarah e Saulo, Jonathan estava com amigos, bebendo vinho e cantando. Sarah, que já estava grávida do primeiro filho, decidiu dormir mais cedo. “Letícia ficou lá com o Jonathan e aconteceu de eles terem uma relação”, contou o pastor.

    Notícias ao MinutoJonathan Couto (pai biológico de Madah) eSarah Poncio (irmã de Saulo, que era namorado de Letícia Almeida)

    Gravidez de Letícia

    Algum tempo depois que Letícia já não namorava com Saulo, ela apareceu com a notícia da gravidez. “Ela procurou meu filho e disse que estava grávida dele. Imediatamente, ele assumiu a responsabilidade e a levamos para minha casa, fizemos um quarto para ela e o bebê, e eu pensava que desta vez eles iriam se acertar”, diz Márcio.

    Exame de DNA

    A publicação destaca que o casal permaneceu junto até Maria Madalena nascer. Saulo teria ficado sabendo de outros relacionamentos de Letícia antes da gravidez e pediu para fazer um exame de DNA da criança. “Ele ficou incomodado, conversou com ela e disse que queria um teste de DNA. A Letícia topou numa boa”, recorda o ex-sogro.

    No entanto, o pastor revela que o resultado foi forjado pela ex-nora. “Letícia recebeu o resultado no próprio e-mail e ela sabia que tinha dado negativo. Mas não sei como forjou e apresentou um exame que dava positivo para a paternidade dele”, afirma.

    A mãe de Saulo teria desconfiado do resultado do teste e foi com o filho até o laboratório para pegar uma cópia do exame. “Sabe como é instinto de mãe, né? A minha mulher disse que ele deveria ter a cópia dele, pois era parte envolvida. E, quando abriram, tiveram a surpresa: tinha dado negativo”, descreve o pastor.

    Saulo decidiu continuar assumindo a filha, segundo o pai. “Nada mudou. Disse a ele: ‘pai é quem cria’. Já havia amor e apego àquela criança”, disse.

    Verdadeira paternidade

    A revelação sobre a verdadeira paternidade da criança foi feita pela própria Letícia Almeida. “Ela chamou minha mulher e disse: ‘tia, preciso contar uma coisa e acho que o pai da minha filha pode ser o Jonathan. E contou tudo o que aconteceu na noite em que eles tomaram o vinho e tiveram uma relação”, explica.

    Separação da família

    “Conversamos e chegamos à conclusão que Letícia não podia ficar mais lá em casa. Aluguei para ela um flat e pagava suas despesas. A guarda com meu filho Saulo era compartilhada. A minha neta ficava com a gente de domingo a quinta e com a mãe de quinta a domingo. Nada mudou”, conta Márcio.

    Porém, quando Saulo começou a namorar com Gabi Brandt, a família parou de ter contato com a pequena Madah. “Não sei se por ciúme, mas Letícia deixou o flat, voltou para a casa dos pais e nunca mais vimos a criança. Parece que morreu alguém. Já choramos muito”.