• Publicado em

    Brasil vence o seu último jogo oficial e tira o Chile da Copa do Mundo

    O líder Brasil alcançou os 41 pontos, bem distante do segundo colocado Uruguai, com 31. Argentina (28) e Colômbia (27) também se classificaram para a Copa da Rússia
    COMPARTILHE

    A Seleção Brasileira venceu o seu último jogo oficial antes da Copa do Mundo da Rússia. Na noite desta terça-feira, a equipe liderada por Tite derrotou o Chile por 3 a 0 no Palestra Itália, com gols de Paulinho e Gabriel Jesus (2), pela rodada derradeira das Eliminatórias. O resultado tirou o adversário do Mundial.

    Atual bicampeão da América, o Chile permaneceu com 26 pontos, igualado ao Peru (que disputará a repescagem), mas levou a pior no saldo de gols e acabou na frustrante sexta posição. O líder Brasil alcançou os 41 pontos, bem distante do segundo colocado Uruguai, com 31. Argentina (28) e Colômbia (27) também se classificaram para a Copa da Rússia.

    Findada as Eliminatórias, a Seleção Brasileira fará os seus últimos ajustes para o Mundial em uma série de amistosos. Os primeiros serão contra o Japão e a Inglaterra, em novembro. Existe a expectativa de o time de Tite ser testado também contra a anfitriã Rússia em março de 2018, mês em que haverá um reencontro com a algoz Alemanha, em Berlim.

    FICHA TÉCNICA
    BRASIL 3 X 0 CHILE

    Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
    Data: 10 de outubro de 2017, terça-feira
    Horário: 20h30 (de Brasília)
    Árbitro: Roddy Zambrano (Equador)
    Assistentes: Christian Lescano e Byron Romero (ambos do Equador)
    Cartões amarelos: Philippe Coutinho e Neymar (Brasil); Alexis Sánchez e Isla (Chile)
    Gols: BRASIL: Paulinho, aos 9, e Gabriel Jesus, aos 11 e aos 47 minutos do primeiro tempo

    BRASIL: Ederson; Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Paulinho, Philippe Coutinho (Roberto Firmino), Renato Augusto (Fernandinho) e Neymar (Willian); Gabriel Jesus
    Técnico: Tite

    CHILE: Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Aránguiz (Pulgar), Fuenzalida (Puch), Pablo Hernández e Valdivia; Alexis Sánchez e Vargas
    Técnico: Juan Antonio Pizzi

    (Da Gazeta)



  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook