• Publicado em

    Cantor dá sinais de melhoria após internação e perda de muito peso

    Em abril de 2017, o cantor usou as redes sociais para divulgar um vídeo sobre seu estado de saúde, já que houve várias especulações de que estava em uma situação muito grave. Na postagem, ele assumiu que sua saúde piorou bastante por conta de complicações advindas da cirurgia realizada em 2009.

    O cantor Edson Lima, popularmente conhecido pela participação das bandas Limão com Mel e Gatinha Manhosa, já ostentou um porte físico robusto no período que fez sucesso com o forró. Porém, após realizar uma cirurgia chamada de “desvio de intestino” (com o objetivo de fazer com que o paciente absorva menos gordura) em 2009 e perder bastante peso, sua saúde tem apresentado muitos problemas.

    O artista encontra-se, há mais de um mês, internado no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), em Recife. Aos 48 anos de idade, ele, que antes pesava 126kg, chegou, no seu estado mais crítico, a ficar com 57kg.

    Em abril de 2017, o cantor usou as redes sociais para divulgar um vídeo sobre seu estado de saúde, já que houve várias especulações de que estava em uma situação muito grave. Na postagem, ele assumiu que sua saúde piorou bastante por conta de complicações advindas da cirurgia realizada em 2009.

    A coluna Puxa o Fole conversou, com exclusividade, com a filha do cantor. Segundo a jovem Jéssica Lima, que trabalha na banda com o pai, o forrozeiro apresentou quadro de fraqueza, queda de cabelo, pele seca e descascada por falta da passagem de nutrientes interrompida pela cirurgia para reduzir o peso.

    Após consulta médica, realizada no mês passado, foi avaliada a perda de peso excessiva. “O médico decidiu analisar a cirurgia e constatou que ela estava impedido a absorção de nutrientes. A cirurgia levou a desnutrição do organismo”, revela a filha.

    Recuperação

    Há mais de um mês internado, o músico já alcança a marca de 64 kg. “Ele está acordado e andando. Ainda está internado pois está recebendo nutrição pela veia. Chegou a se alimentar por via oral, mas não estava se sustentando. Por isso a medicação venosa”, explica Jéssica.

    Em seguida, a filha acrescenta: “Ele pegou peso, acabou o inchaço e deve ter alta em 15 dias”, conta. Jéssica explica que a equipe médica aguarda a melhora física do organismo para realizar o processo inverso da cirurgia realizada há oito anos, chamada de Reversão.

    Durante o mês de junho, o forrozeiro chegou a realizar shows em eventos juninos, mas o estado físico o impossibilitou de continuar.

    Segundo a produção do cantor, da agenda do mês junho ele conseguiu cumprir boa parte das apresentações, mas o irmão Batista Lima chegou a substitui-lo em algumas apresentações sem maiores prejuízos. “Em julho ficamos esperando ele para poder voltar. Não marcamos nada para ele mesmo decidir a nova agenda”, destacam.




  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook