• Publicado em

    Cantos de Leitura: muito além de uma biblioteca

    Projeto já doou mais de 36 mil livros

    Ao apostar na educação e na cultura como poderosos elementos de promoção da paz e combate à violência, o projeto Cantos de Leitura busca dar sua contribuição em comunidades localizadas em áreas de vulnerabilidade social. Hoje, são 30 unidades já inauguradas no Brasil e mais de 36 mil livros doados, de diferentes editoras e gêneros literários. Esse ano, estão previstas mais 16 Cantos em diferentes cidades do Brasil.

    O projeto cria espaços agradáveis e lúdicos de educação e socialização em comunidades, utilizando a leitura como atrativo e ponto de encontro. “Quando criamos uma praça, as crianças ficam expostas a todo tipo de situação mas, se elas estão em um local de leitura e brincadeira, estão mais seguras. É um ambiente para que elas possam ficar com outras crianças, jovens, seus familiares e ao mesmo tempo, ler”, assegurou a educadora Kátia Brasileiro, gestora da Rede Educare, responsável pela coordenação do projeto.

    Toda implantação dos Cantos de Leitura é uma realização da Rede Educare – especializada em leis federais de incentivo, com o apoio de mais de oito empresas via Lei Rouanet e Ministério da Cultura. Os locais escolhidos para abraçar os Cantos são diferenciados, entre eles, cooperativas, creches e escolas conveniadas com a rede pública de ensino e comunidades.

    Leia também:  Educação a distância: vantagens e desafios para quem estuda online

    Desde seu surgimento em 2015, o projeto só colhe bons frutos. Na 1ª edição em 2016, foram entregues cinco unidades. Já no ano passado, quando chegou à sua 3ª edição, 13 unidades foram entregues – Olinda, Cantagalo, Duque de Caxias, Três Rios, Maré, Salvador, Itaí, Sorriso, Campinas, São Paulo, Itaguaí, São José dos Campos. No total, mais de 10 mil pessoas foram beneficiadas só em 2018.

    Os Cantos também contribuem para solucionar um sério problema brasileiro: o baixo número de bibliotecas públicas no país. De acordo com uma pesquisa encontrada no site do projeto, são 6102 bibliotecas públicas municipais, distritais, estaduais e federais, nos 26 estados e no Distrito Federal, sendo, 503 na Região Norte, 1.847 na Região Nordeste, 501 na Região Centro-Oeste, 1958 na Região Sudeste, 1293 na Região Sul.

    “Temos um déficit enorme de bibliotecas no Brasil. Seria necessário criar em torno de 33 bibliotecas por dia para dá conta disso. Faltam bibliotecas e os livros ainda são caros. E o que vemos é que o nosso trabalho propicia que comunidades que estariam distantes dos livros e da leitura hoje podem ter acesso”, assegurou Brasileiro, que vibra com o resultado do trabalho que vem sendo feito. “Sinto uma alegria enorme. Tenho certeza que estamos caminhado em busca do que o Brasil precisa. Fazemos parte desta mudança e transformação”, conclui otimista.

     

     Agência Educa Mais Brasil
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.