• Publicado em

    Chegada de seleção brasileira e celebrada por hotel russo em Sochi

    Jogadores desembarcaram na cidade onde ficarão hospedados na madrugada de segunda-feira e foram brindados com recepção calorosa por funcionários de hotel.

    Se o desembarque no aeroporto de Sochi foi tímido, com poucos torcedores à espera, no hotel onde ficará concentrada a Seleção Brasileira recebeu recepção mais calorosa dos russos. Funcionários do Swissôtel Sochi Kamelia, escolhido pela CBF para abrigar a delegação durante a Copa do Mundo, fizeram uma festa com direito a ritos e iguarias locais.

    Os jogadores chegaram por volta das 3h da madrugada local no hotel e tiveram contatos com os russos antes de se dirigirem aos seus quartos. Logo na entrada, um coral formado por mulheres russas animou os atletas, como mostram imagens divulgadas pela própria CBF. Marcelo e Neymar até arriscaram uma dancinha. A delegação correspondeu toda a empolgação com sorrisos, acenos e poses para fotos.

    Um Karavai também foi servido ao grupo. Karavai é o pão típico do país,  oferecido em momentos alegres. De acordo com o ritual, a iguaria tem que ser degustada apenas em um pequeno pedaço, mergulhado em sal. Alguns jogadores e membros da comissão experimentaram. Depois do contato, os jogadores se dirigiram aos seus quartos para descansar.

    A Seleção está de folga nesta segunda-feira, quando os jogadores poderão aproveitar o dia livre. Na Copa, familiares dos atletas estarão hospedados em um hotel próximo ao do Brasil, em estrutura elaborada pela CBF. No Swissôtel Sochi Kamelia eles não estarão sozinhos, já que apenas parte do hotel foi reservada para a Seleção, e poderão ter contato com hóspedes.

    O hotel que abrigará a Seleção Brasileira fica no litoral do Mar Negro em Sochi. A região é um dos maiores pontos de turismo dos russos durante o verão. Figuras históricas, como o ex-líder soviético Stalin, possuíam residência na área para passar férias. A Seleção não fará jogos na cidade, que conta com o Estádio Olímpico de Fisht, construído para os Jogos Olímpicos de Inverno em 2014.

    Fonte/lance.com