• Publicado em

    Combate ao déficit habitacional: parceria vai construir 30 mil moradias em Goiás

    Na parceria, os municípios apresentam a área regularizada para a construção das moradias e assumem a infraestrutura básica.

    O Governo de Goiás e a Caixa Econômica Federal celebram nesta segunda-feira, dia 13, uma parceria para viabilizar a construção de 30 mil moradias, com apoio das prefeituras e entidades. A solenidade reunirá os 246 prefeitos, empresários e representantes de entidades da área de construção civil para dar início ao programa de combate ao déficit habitacional do Estado.

    O encontro Parceria Habitacional – União, Estado, Municípios e Mobilização do Setor da Construção Civil, será a partir das 15 horas, no Auditório Lago Azul do Centro de Cultura e Convenções de Goiânia, com as presenças do governador Marconi Perillo e do presidente da Caixa, Gilberto Occhi.

    Gleisy KellenCom a execução de um arrojado programa de moradia de interesse social, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), o Governo de Goiás assume a missão, em parceria com a Caixa, de contratar 30 mil unidades habitacionais nos próximos dois anos, para a construção nos municípios com déficit acima de 60 moradias.

    Goiás e Caixa assinam Termo de Cooperação e Parceria (TCP) que viabiliza a contratação pela Agehab de empreendimentos no âmbito do programa Minha Casa Minha Vida, modalidade Apoio à Produção, com contrapartida de recursos do programa estadual Cheque Mais Moradia.

    Prioridade

    Nas audiências que vem mantendo com os prefeitos, o governador Marconi Perillo tem destacado que a construção de moradias é prioridade de sua administração. A Agehab também está fechando este mês um ciclo de reuniões com os prefeitos em que apresenta a proposta de parceria do Estado para construção de moradias, que faz parte do programa Fabrício_JataíGoiás Mais Competitivo e Inovador.

    Na parceria, os municípios apresentam a área regularizada para a construção das moradias e assumem a infraestrutura básica. A iniciativa tem foco nas famílias com renda de até R$ 1.800,00. A indicação das famílias beneficiárias será pelos municípios, validadas pela Agehab e com avaliação de cadastro e financiamento pela Caixa, respeitadas as regras do Programa Minha Casa Minha Vida e do Cheque Mais Moradia.

  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook