• Publicado em

    Dedos arrancados, estupro de criança e chacina: irmãos são presos após crimes brutais

    O grupo ainda é apontado como responsável por uma chacina em Goiás, onde cinco pessoas da mesma família foram mortas.

    Policiais civis do Distrito Federal prenderam três irmãos e um amigo envolvidos em uma série de crimes violentos ocorridos entre 2016 e 2017. De origem cigana, os irmãos e o comparsa teriam cometido uma chacina, um latrocínio, estuprado uma criança e ainda decepado dedos de um idoso. Os mandados de prisão foram cumpridos em três cidades, uma delas Buritis (MG).

    De acordo com a corporação, o primeiro crime do grupo ocorreu em outubro de 2016. Na época, eles invadiram a casa de um idoso de 88 anos que morava sozinho. Na residência, eles roubaram móveis e eletrônicos. Na sequência, imobilizaram a vítima e exigiram o cartão da aposentadoria. Um deles tentou cortar o pescoço do homem com um facão, mas ele se defendeu e teve dedos da mão decepados.

    Já o segundo crime ocorreu em outubro de 2017. E a vítima foi um caseiro, que levou oito facadas. Eles fugiram do local depois de roubar vários objetos e deixaram duas facas cravadas no corpo da vítima, uma no peito e a outra na boca. O grupo ainda é apontado como responsável por uma chacina em Anápolis, onde cinco pessoas da mesma família foram mortas.

    Um dos irmãos, que tem oito mandados de prisão em aberto, também teria estuprado uma criança em Caldas Novas, em Goiás. O crime teria ocorrido diante do pai da vítima, que cometeu suicídio dias depois. Ele foi detido na cidade mineira de Buritis.

    O grupo começou a ser investigado depois que a polícia percebeu características semelhantes nos crimes. E um dos fatores que dificultaram a identificação dos integrantes é que eles usavam nomes falsos e não tinham documentos atualizados. Provas biológicas como DNA e impressões digitais ajudaram a garantir a autoria dos crimes.

    Caso sejam condenados, os irmãos e os comparsas podem pegar até 30 anos de prisão pelo latrocínio e pela tentativa de homicídio. Via Bhaz