• Publicado em

    Detectado 1º caso de Ferrugem Asiática em Rio Verde – GO

    Com a detecção do primeiro caso de ferrugem asiática, é importante que os produtores rurais reforcem o monitoramento das lavouras e se preocupem com o inoculo que já está presente na região.

    O laboratório de fitopatologia do Sindicato Rural diagnosticou na tarde da última terça-feira, 05, o primeiro caso de ferrugem asiática em lavoura comercial de Rio Verde. A doença foi constatada poucos dias após a aplicação de fungicida, o que coloca os produtores ainda mais em alerta.

    De acordo com o professor fitopatologista Hercules Campos, as condições do clima estão cada vez mais favoráveis ao aparecimento da doença e a indicação agora é o monitoramento constante. “Este primeiro foco foi encontrado em estágio inicial, em uma lavoura muito bem monitorada, com uma parte técnica de qualidade, atestando assim, nossa preocupação com os produtores que estão segurando as aplicações”, esclarece.

    Após a detecção deste primeiro caso de ferrugem asiática, a orientação repassada pelos profissionais do laboratório ao produtor, foi a de encurtar o intervalo de aplicações. “Os produtores normalmente fazem as aplicações de fungicida a cada 20 dias, nesta safra já vimos alguns que para reduzir custos, aplicaram com tempo médio de até 30, e agora as consequências podem estar aparecendo, por isso, com o aparecimento de ferrugem os intervalos acabam tendo que acontecer a cada 15 dias”, reforça Campos.

    Com a detecção do primeiro caso de ferrugem asiática, é importante que os produtores rurais reforcem o monitoramento das lavouras e se preocupem com o inoculo que já está presente na região. “A umidade está favorável para a infecção e à medida que esporula o vento dissemina ainda mais”, conclui o professor.

  • Participe do debate em nosso grupo do Facebook