• Publicado em

    Dono de bordel mata ex por não aceitar fim do namoro em Goiás, diz polícia

    Ione Penha Rodrigues, 39, foi morta a tiros dentro de casa, em Caldas Novas. Segundo delegado, mulher era gerente do estabelecimento do suspeito.
    COMPARTILHE

    O eletricista e dono de um bordel, Valdeci de Paula Siqueira, de 52 anos, foi preso na sexta-feira (3) suspeito de matar a tiros a ex-namorada, Ione Penha Rodrigues, de 39 anos, em Caldas Novas , na região sul de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, o homem não aceitava o fim do relacionamento e confessou, em depoimento, que cometeu o crime sob efeito de drogas.

    De acordo com o delegado Leylton Benedicto Arruda Barros, que registrou a ocorrência, testemunhas disseram que a mulher trabalhava como gerente do bordel de Valdeci. “Ele era o dono do estabelecimento e ela, segundo nos informaram, era a gerente. Eles tiveram um breve relacionamento, mas haviam terminado. Ele não se conformou com o fim, tentou voltar com ela. Ele disse que ela não quis reatar e ele mergulhou nas drogas, chegando a cometer o crime”, disse ao Site .

    O crime aconteceu na noite de sexta-feira na casa onde a mulher morava, em CaldasNovas. De acordo com o delegado, o homem entrou na casa dela, disparou vários tiros e depois fugiu de carro para Marzagão , também no sul goiano.

    A Polícia Militar o encontrou horas depois e efetuou a prisão. Segundo Barros, o homem disse que estava há duas noites sem dormir.

    “Ele disse que ficou muito perturbado, fez uso de cocaína e ficou duas noites sem dormir por causa do fim do relacionamento. Diante disto resolveu ir até a casa dela e cometer o crime”, disse.

    Segundo o delegado, o suspeito já tinha passagens por posse ilegal de arma de fogo, extorsão, tentativa de homicídio e roubo. Valdeci foi autuado por homicídio e foi encaminhado ao presídio de Caldas Novas. Via G1/GO

  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook