• Publicado em

    Ex-BBB Elis comenta prisão do filho suspeito de homicídio: ‘É viciado’

    Jhefferson Gonçalves Nunes confessou o crime e disse que desferiu cinco golpes de faca na vítima, André Luiz Bispo de Ataídes, depois de uma briga

    ex-BBB Elis Nair passa por um momento delicado. Seu filho Jhefferson Gonçalves Nunes é suspeito de matar um homem a facadas durante uma festa em Brazlândia, no Distrito Federal, conforme o G1.

    O rapaz confessou o crime que ocorreu neste domingo (10) e contou, supostamente, com a participação de um amigo, Paulo Henrique de Souza.

    A digital influencer foi às redes sociais falar sobre o filho que já está preso no Setor Tradicional de Brazlândia. Segundo ela, o rapaz é “viciado” e estava numa clínica de reabilitação. Elis diz não ter recebido ligação do local para dizer que ele havia fugido.

    Assista ao vídeo abaixo;

    Filho de ex-BBB é preso suspeito de matar jovem em festa no DF

    Jhefferson Gonçalves Nunes confessou o crime e disse que desferiu cinco golpes de faca na vítima, André Luiz Bispo de Ataídes, depois de uma briga.

    Dois homens foram presos, sendo um deles filho da ex-BBB Elis Nair, suspeitos de matar um jovem de 28 anos em uma festa em Brazlândia, no Distrito Federal, nesse domingo (10). Jhefferson Gonçalves Nunes confessou o crime e disse que desferiu cinco golpes de faca na vítima, André Luiz Bispo de Ataídes, que era filho de um PM, depois de uma briga.

    De acordo com informações do G1, Jhefferson e outro amigo, Paulo Henrique de Souza, de 20 anos, que teria segurado André enquanto era esfaqueado, já tinham bebido quatro garrafas de uísque com os colegas quando aconteceu a primeira discussão. Em seguida, o filho de Elis colocou uma faca na cintura e foi para um ambiente externo da festa.

    À polícia, o suspeito disse que a vítima teria feito provocações, o que o levaram a cometer o assassinato. Jhefferson ainda contou aos policiais que tentou intervir e até separar a confusão, mas, como ficou irritado, partiu para cima de André. Os dois suspeitos ainda fugiram após o crime, mas foram detidos e levados para a delegacia.