• Publicado em

    Explosão em destilaria mata funcionário e deixa feridos em GO

    Estado de saúde dos feridos ainda não foi divulgado. Eles foram transferidos para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia.

    Uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas após explosão em uma destilaria em Jandaia, a 120 km de Goiânia (GO), na manhã desta sexta-feira (29). O incêndio foi apagado pelos brigadistas da própria empresa.

    Como reportado pelo ‘G1’, a vítima fatal foi o auxiliar de serviços gerais Natan da Silva, de 19 anos. Os três feridos foram socorridos para hospitais de Indiara: Marcelo Santana da Silva Santos, 32 anos, Marcos Mateus de Souza Moraes, de 28, e Alessandro Alves da Silva, cuja idade não foi divulgada. Após o primeiro atendimento, eles foram transferidos para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. O estado de saúde deles não foi divulgado.

    A Denusa Destilaria Nova União S/A lamentou a morte do funcionário e informou, em nota, que a explosão ocorreu no pré-evaporador na indústria. O comunicado diz que a empresa “está prestando toda a assistência às vítimas e aos seus familiares” e que o equipamento foi isolado e passará por perícia, que devem revelar as causas do acidente.

     

    Segundo o ‘G1’, a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que a corporação não recebeu nenhum chamado para auxiliar no combate ao fogo. Os próprios brigadistas da empresa apagaram as chamas.

    Leia a íntegra da nota emitida pela empresa:

    “A Denusa, Destilaria Nova União S/A, usina localizada em Jandaia, Goiás, lamenta imensamente o acidente ocorrido hoje por volta das 07h00 horas da manhã na sua unidade, quando houve uma explosão no pré-evaporador na indústria. Infelizmente, três pessoas ficaram feridas e o colaborador Natan da Silva, de 19 anos, auxiliar de serviços gerais, faleceu. O socorro foi feito pela própria brigada de combate a incêndios da empresa e as vítimas levadas para Indiara e posteriormente para o Hugol, em Goiânia.

    Informamos que a empresa está prestando toda a assistência às vítimas e aos seus familiares.

    O equipamento está paralisado aguardando perícia para apurar as causas da explosão.”