• Publicado em

    Furtado em fazenda de Goiás, boi Diamante foi morto por ladrões

    Parte da carne do animal foi consumida pelos bandidos e o restante, vendido. Donos, que criavam Diamante como um bicho de estimação, lamentam, pois garantem que já conheciam o acusado

    A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou dois homens suspeitos de terem furtado o boi Diamante de uma chácara no Setor Oeste do Gama, em 5 de março. O animal, que ficou conhecido após participar de uma novela, era criado por Adelino Barbosa como um bicho de estimação.  Os acusados são antigos conhecidos do dono da fazenda, que lamentou o desfecho da história.

    Filho de seu Adelino, Adriano Roberto Pinto Barbosa, 34 anos, se revoltou com a notícia. Ele contou que os suspeitos, que teriam confessado o crime, são as mesmas pessoas que já roubaram outros dois animais de sua fazenda. Na ocasião, a dupla também abateu os alvos do furto. “É muita injustiça e gera uma revolta muito grande. O boi Diamante ia fazer 7 anos e estava conosco desde os 5. A gente já sabia quem era desde o início”, reclamou.
    Adriano contou que o principal suspeito é o filho de um homem que mora nos fundos da chácara da família. “Agora a polícia vai fazer o quê? Preso eu sei que ele não vai ficar. E a gente ainda precisa ficar passando ao lado dessa pessoa, sem poder fazer nada”, lamentou.
    De acordo com as investigações, parte da carne do animal foi vendida e a outra, consumida pelos próprios envolvidos. Após identificados, eles levaram os policiais até o local do abate. Lá, foi localizada a ossada do boi. “Um dos autores alegou que a motivação do crime foi uma dívida que Adelino teria com ele”, informou o delegado responsável pelo caso, Francisco da Silva. Entretando, a família de Adelino garante não saber do que se trata. “Dívida de quê? Eu te pergunto. Tentaram até invadir um pedaço de terra”, alegou.
    Adriano se preparava para ir à delegacia ainda na noite desta segunda-feira, na intenção de obter mais detalhes do caso. Seu Adelino, no entanto, ainda não sabia do que tinha acontecido com o boi. “Isso é uma tamanha covardia”, emocionou-se o jovem. O caso está sendo conduzido pela 20ª Delegacia de Polícia (Gama). Os envolvidos vão responder em liberade pelo crime de furto de animal.  Via Correio Braziliense
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.