• Publicado em

    Governo estadual garante mais atenção à área da segurança pública para Rio Verde

    Amanhã, em Goiânia, acontece a solenidade de posse dos novos 2.500 policiais militares goianos

    Em Rio Verde, o governador Marconi Perillo garantiu a empresários e ao prefeito Paulo do Vale que vai reforçar a segurança pública na cidade e em todo o Estado, com a contratação, amanhã, de 2.500 policiais militares aprovados no último concurso, realizado no início deste ano. E que parte desse contingente será para a região Sudoeste, incluindo Rio Verde. Marconi e o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, reuniram-se com autoridades e representantes da iniciativa privada na Associação Comercial, Industrial e Serviços de Rio Verde (ACIRV).

    No encontro, Marconi conheceu projetos de infraestrutura, com vistas à parceria público-privada, e ouviu sugestões. Paulo do Vale disse que outra grande reivindicação do município, de 92% da população consultada, é voltada para a segurança pública. “É importante esse tipo de reunião porque demonstra a União de forças que nos ajudam a apontar as soluções”, declarou Marconi. Ele ressaltou ainda que, “quando uma obra está parada, não quer dizer que o governo deixou de investir. Em alguns casos, empresas pequenas ganham a licitação e, no meio do caminho, não conseguem cumprir o que foi acordado. Aí somos obrigados a abrir outro processo licitatório, o que demanda tempo”.

    Segurança

    Na reunião, o governador salientou que todos os índices de criminalidade caíram no Estado inteiro, mas disse que fica ainda uma sensação de insegurança nas pessoas. “Nós estamos fazendo a nossa parte, pagando o segundo melhor salário do país à polícia e adquirindo equipamentos novos, de qualidade. Nós vamos contratar, amanhã, 2,5 novos policiais, que vão reforçar a segurança em todo o Estado”, acrescentou.

    Marconi frisou também que o Tesouro Estadual vai investir cerca de “R$ 3 bilhões” em segurança pública este ano, “mais que o orçamento da saúde”. Outra coisa importante – salientou – “é que já passou da hora do Governo Federal ajudar os estados nessa área. E tem mais outro agravante. As polícias têm feito sua parte, mas a Justiça tem soltado os criminosos”.

    Presídio de Rio Verde

    O prefeito disse ainda que o município já conta com R$ 4,7 milhões para a obra de construção do novo presídio, “e vamos pedir o apoio do governador, porque vamos precisar de mais dinheiro, cerca de R$ 5 milhões”. Marconi se comprometeu a refazer os cálculos da verba destinada ao Goiás na Frente para analisar a possibilidade de liberar mais dinheiro para Rio Verde.

    Sobre a retirada do presídio da região central de Rio Verde, Ricardo Balestreri disse que foi feito um “projeto de modelagem e reordenamento do sistema prisional de Goiás”, do qual o presídio de Rio Verde faz parte, “com recursos em caixa e projetos em andamento”, observou Balestreri.


    Fonte/Mais Goiás
  • Participe do debate em nosso grupo do Facebook