• Publicado em

    História de “criança fantasma” que assombra apartamento em NY viraliza na web

    Tudo começou com um episódio de paralisia noturna; a memória do fantasma não consegue deixar Adam Ellis dormir

    Se você gosta de histórias de terror, o americano Adam Ellis tem uma verdadeira obra de arte para o seu entretenimento. Desde o dia 7 de agosto, ele decidiu registrar todos os detalhes de uma situação assustadora, que envolve uma criança fantasma, paralisia do sono, gatos hipnotizados e incensos de sálvia branca. Ficou interessado? A gente te conta essa história tim-tim por tim-tim.

    Tudo começou com uma frase simples e direta: “Então, meu apartamento está sendo assombrado pelo fantasma de uma criança morta, e ela quer me matar”.  Com quase 50 mil retuítes, o começo dessa bizarra novela ganhou as redes sociais e obteve sucesso em deixar milhares de usuários amedrontados.

    Dando continuidade à odisseia, Ellis explicou que a criança apareceu, de início, em seus sonhos, mas aos poucos, passou a fazer parte da vida real. Durante um episódio de paralisia noturna, o americano vislumbrou uma criança com apenas metade da cabeça: “ele [o garoto-assombração] tinha uma enorme cabeça deformada, que parecia ter sido mordida em um dos lados. Eu fiz o meu melhor para deselhá-la:”

    Até aí, tudo estava sob controle, mas as coisas começaram a mudar quando, supostamente, o garoto começou a andar, de forma desajeitada, rumo à cama de Ellis, que entrou em desespero porque não podia se mover, afinal, estava no meio de uma paralisia do sono.

    Ele conta que o menino foi chegando cada vez mais perto, e quando tudo parecia perdido, o homem acordou em um rompante, aos berros. Ele ainda não sabia, mas, a partir desse momento, sua vida em Nova York nunca mais seria a mesma.

    Algumas noites depois, um novo sonho se formou em sua mente. “Eu estava em uma biblioteca e uma menina veio até mim e disse: ‘você viu o Dear David, não viu?'” Depois disso, os detalhes ficaram ainda mais arrepiantes : segundo a garota, o menino está morto, só aparece à meia-noite e te dá o direito de lhe perguntar duas questões – se você falar o nome dele primeiro.

    “Mas nunca tente fazê-lo uma terceira pergunta, ou ele vai te matar “, ela completou com as palavras, que deixaram o homem completamente assustado.

    O perigo iminente

    Duas semanas se passaram e Ellis estava feliz, afinal, tanto o fantasma quanto a menina da biblioteca desapareceram de sua vida. Até que, em uma fatídica noite, a “cabeça mordida” voltou a habitar as profundezas de seus sonhos.

    Com a oportunidade bem na sua frente, o americano se preparou para fazer as duas perguntas permitidas. “Dear David, como você morreu?”, ele questionou. “Em um acidente em uma loja”, resmungou.

    “Dear David, o que aconteceu nessa loja?”, fez a segunda pergunta, ao que o garoto respondeu: “empurraram uma estante na minha cabeça”.

    Pronto. As duas perguntas foram feitas. O mistério da morte da criança foi parcialmente revelado. Mas, Adam Ellis é um homem curioso e ousado, que não pensou duas vezes antes de ultrapassar os limites e indagar: “quem empurrou a estante?”. Não há como saber, mas, caso a estranha profecia esteja consolidada, as portas para o além podem estar abertas, neste momento, para receber a alma de Ellis.

    Muito bem contada, a história no Twitter só foi ganhando seguidores. E isso porque não chegou ao fim. A continuação da narrativa nos mostra que, até agora, “Dear David” resolveu poupar a vida do pobre americano.

    Contudo, segundo o americano relata, o pânico não tardou a atingi-lo. Algumas semanas após o fatídico sonho, ele se mudou para outro apartamento, muito animado com a novidade, afinal, é maior do que a antiga casa e, por isso, seus gatos têm mais espaço para brincar. Mas, será mesmo que eles querem brincar?

    Dois meses depois da mudança, segundo o relato, os felinos começaram a se comportar de maneira estranha. Todas as noites, quando o relógio marca meia-noite, seus dois animais de estimação parecem ficar hipnotizados pelo vão da porta de entrada. Para investigar a situação, Ellis resolveu, no meio de uma noite, abrir a porta para checar o corredor, afinal, os gatos poderiam estar vendo algo ou alguém. Porém, ele não encontrou nada.

    A partir desse dia, sua porta está sempre trancada, e ele resolveu tomar algumas atitudes para garantir sua segurança, já que a ameaça de Dear David ainda pode ser concretizada.

    O americano montou o kit completo de proteção contra fantasmas : insensos de sálvia branca, gravadores de sons, uma câmera analógica e um pote de sal para afastar espíritos malignos. Com isso, durante semanas, tudo parecia estar sob controle.

    Em uma noite, por exemplo, ele colocou todo o conhecimento aprendido em filmes de terror em prática e isolou sua porta com grãos de sal.

    Porém, ele não sabe se usou o tipo certo do condimento.

    A volta dos que não foram

    Pela sequência de tuítes, descobrimos que a técnica do sal nada mais é do que uma farsa. Talvez Ellis tenha esquecido de comprar alho, já que a criança pode ser um vampiro. Ou não.

    Depois de muitos meses, na madrugada do dia 15 de agosto, Dear David voltou a visitar seu amigo de longa data. “No sonho, meu quarto estava cheio de uma névoa, mas eu conseguia ver David sentado em uma cadeira, do outro lado do cômodo.” “Ele estava menor dessa vez, quase encolhido. Ele não fez nada e não disse uma palavra. Só ficou olhando para mim”.

    “De qualquer forma, me pareceu um presságio”. E assim termina a grande séries de tuítes sobre a assombração de Nova York. Estamos apreensivos enquanto aguardamos os próximos capítulos dessa assustadora novela.

    Se você é corajoso e quer acompanhar todos os tuítes  sobre o fantasma, delicie-se com esta história de terror ainda sem resposta.



    Fonte: Último Segundo – iG 
  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook