• Publicado em

    Implantação do Parque Tecnológico de Jataí pode ser viabilizada em breve

    Um possível recurso de mais de R$5 milhões permitirá a construção da sede do parque em Jataí.

    O prefeito Vinícius Luz recebeu em seu gabinete, nesta quarta-feira (07), o reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira e a vice-reitora, Sandra Mara Matias, oportunidade em que abordaram a viabilização da construção do Parque Científico e Tecnológico de Jataí – JataíTECH.

    A reunião foi acompanhada por auxiliares do prefeito, entre eles o Superintendente de Ciência e Tecnologia, Walber Leal e ainda, pelo diretor da Regional da UFG de Jataí, Alessandro Martins, pelo vice-diretor da Regional, Fernando Filgueira e pelo assessor de Gestão e Planejamento da REgional, Danival Freitas.

    Durante o encontro, o prefeito anunciou contrapartida financeira do município de até R$ 1 milhão de reais para investimentos em Ciência e Tecnologia, se a proposta do Parque Científico eTecnológico de Jataí for selecionado na chamada pública da FAPEG (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás) que pode garantir um recurso de mais de R$5 milhões para a construção do JataiTECH.

    Proposta de credenciamento do JataiTECH ao Programa Goiano de Parques Tecnológicos já está na FAPEG

    Na última segunda-feira (05), Prefeitura e UFG protocolaram proposta de credenciamento do JataiTECH ao Programa Goiano de Parques Tecnológicos da FAPEG (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás) o que fez com que o JataiTECH passasse a concorrer a um recurso de mais de R$5 milhões que permitirá a construção da sede do parque em Jataí.

    A chamada pública pela FAPEG está prevista para acontecer no próximo dia 05.

    O JataíTECH

    O Projeto JataíTECH é fruto de ações conjuntas entre a Prefeitura de Jataí, a UFG, a UEG e o IFG, que em parceria com o sistema S, entidades de classe e empresas de bases tecnológicas no município, buscam através da pesquisa e do conhecimento elevar Jataí a um patamar de cidade inteligente o que permitirá entre outras coisas, a geração de empregos, a atração de profissionais de diversas áreas que poderão contribuir para o desenvolvimento do município, a ampliação da arrecadação e a criação de novas patentes.



    FONTECOMUNICAÇÃO/PMJ