• Publicado em

    Jovem descobre ser amante do morto em velório e é assassinada pela mulher dele

    Gabriela namorava Gustavo, mas só em seu velório descobriu que ele era casada. Ela foi morta pela mulher dele e mais 4 amigas.
    COMPARTILHE

    Uma jovem foi morta por cinco mulheres a socos e chutes na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada de sexta-feira (8). Maria Gabriela Tomé, que tinha apenas 17 anos, namorava Gustavo. O namoro ia bem, até que o rapaz teve uma parada cardíaca e morreu. Gabriela decidiu ir ao velório e, apenas ali, teria descoberto que Gustavo era casado.

    A mulher oficial do rapaz, que foi identificada apenas como Shirley, ficou furiosa com tudo isso e decidiu fazer uma espécie de vingança. Shirley começou a ameaçar Gabriela e se juntou com mais quatro amigas. As cinco mulheres mataram a adolescente com socos e pontapés. A Polícia Civil de São Paulo trabalha agora para identificar todas as envolvidas.

    Leiam também: Marido corta os dois pés da mulher na frente dos filhos após acusá-la de traição

    Adolescente amante é morta pela mulher oficial de morto após ser linchada, em São Paulo

    Em entrevista à RecordTV, a mãe de Gabriela, Otaciana Francisca Tomé, diz que não sabe como será sua vida daqui para frente.

    Ela pensa em quando poderá voltar para casa e mexer nas coisas da filha. O depoimento foi dado à emissora logo após ela enterrar a filha.

    Maria Gabriela foi atacada em um posto de combustíveis, na madrugada. Ela estava na região se divertindo com amigos na região. As cinco mulheres deram uma surra na adolescente no local. A polícia já identificou duas das cinco agressoras. Uma é Shirley, de 27 anos. A outra é Vitória, amiga de Shirley. O crime aconteceu às 3h30 da manhã.

    Adolescente leva surra de 5 mulheres em São Paulo e morre por descoberta de traição no velório

    Gabriela estava com dois amigos, quando tudo aconteceu. A jovem acabou caindo no chão. As cinco mulheres tentaram bater o mais que podiam. Pessoas que estavam na região olhavam o que acontecia, mas não fizeram nada.

    Ao todo, as agressões demoraram cerca de 10 minutos.

     

    Após isso, as mulheres entraram em um carro e fugiram. O veículo já estava parado na região, a fim de fazer a fuga. Dois homens que estavam no local até levaram a adolescente para o hospital. No entanto, não era possível mais fazer muita coisa pela jovem. Ao chegar ao hospital, ela morreu.

    Jovem é morta por 5 mulheres por ter sido amante de morto

    “Eu não sei como vou conseguir viver, é muito difícil”, diz a mãe da garota, dizendo que a menina era indefesa. “Bateram para matar”, disse a mãe, que mostrou o atestado de óbito, que diz que a garota morreu por traumatismo craniano. Shirley e Vitória devem ser autuadas por homicídio qualificado.

    A polícia já sabe que Gustavo, que morreu de ataque cardíaco, seria o pivô dessa confusão toda. Ele tinha um relacionamento com as duas mulheres. Nenhuma das duas sabia disso.



    Fonte/É Manchete/Blasting News
  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook