• Publicado em

    Mãe e filho são condenados por incesto e obrigados a se separar

    Mãe e filho se apaixonaram há cerca de um ano. O caso aconteceu nos EUA.
    COMPARTILHE

    A americana Monica Mares, de 36 anos, e o filho dela, Caleb Peterson, de 19, que foram destaque na imprensa internacional após assumirem um relacionamento amoroso, foram condenados pelo crime de incesto por um júri da cidade de Clovis, no Novo México, nos Estados Unidos. O casal terá agora que separar e ficar sem contato.

    De acordo com a rede de televisão americana “NBC News”, Monica e Peterson se admitiram culpados da acusação para conseguirem um acordo judicial e, assim, não ficarem presos. A condenação poderia chegar a 18 meses de detenção.

    Por ordem do juiz, divulgada na última quarta-feira, eles devem ficar um ano e meio sem se comunicar e serão acompanhados de perto por autoridades. Depois, deverão ficar mais um ano e meio sem contato, desta vez, sem acompanhamento.

    A decisão do juiz de não prender mãe e filho se deu porque nenhum dos dois tinha passagem pela polícia. Além disso, o magistrado sugeriu que os dois procurassem ajuda psicológica enquanto cumprissem a pena em liberdade.

    Monica e Peterson decidiram assumir a relação no ano passado para trazer à tona o que chamaram de “atração genética sexual”, após serem denunciados à polícia por um vizinho que descobriu o envolvimento entre eles.

    Mãe de nove filhos, Monica entregou Caleb para adoção quando ele era apenas um bebê. Mas, em 2015, eles disseram ter se apaixonaram poucas semanas após o reencontro.

    “Ele é o amor da minha vida e eu não quero perdê-lo. Meus filhos o amam, assim como toda minha família. Nada pode nos separar, nem a Justiça, nem a cadeia”, disse a mulher, em entrevista exclusiva.

    A mãe conta que, no começo o abraço foi apenas maternal. “Foi quase amor à primeira vista, mas primeiro foi amor de mãe. Ele veio para casa viver comigo e estávamos felizes como mãe e filho”, conta Mares. No começo, ainda de acordo com ela, nada diferente aconteceu. Mas, depois, os “sentimentos loucos”, como a própria americana descreveu, emergiram.

    A mulher também contou como sobre a primeira vez em que os dois falaram sobre seus sentimentos. “Primeiro eu disse a ele: ‘Sinto muito, eu não sei como você vai reagir a isso. Sou sua mãe e você, meu filho, mas estou me apaixonando por você’. Aí ele respondeu: ‘Quer saber? Eu também. Estava com medo de te contar’”.

    Ainda por ordem judicial, Monica terá de ficar sem contato com seus demais filhos, enquanto cumpre a sentença.

    Via/Extra