• Publicado em

    Mãe tentou se jogar do prédio ao ver corpo da filha morta em Goiânia

    Tamires Paula de Almeida, 14 anos, foi morta a facadas por um vizinho de 13 anos

    Ao ver o corpo da filha Tamires Paula de Almeida, 14 anos, que foi morta a facadas por um vizinho de 13 anos, a mãe dela tentou se jogar do prédio onde mora no Jardim América, em Goiânia (GO). Segundo os vizinhos e a síndica do prédio, Vilma Pereira, ela estava em estado de choque.

    Ao tentar se jogar, a mulher foi contida pelos vizinhos por funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), segundo o jornal O Popular. Além disso, a mãe repetia atordoada a frase: “Eu vi o sangue da minha filha”.

    O crime ocorreu na semana passada na tarde de quarta-feira (23/8). O menor chegou ao  Colégio Estadual Jardim América e contou para a diretora que tinha matado Tamires. Ele deu um golpe no pescoço conhecido como “gravata” e deferiu as facadas. Ao psicólogo da escola, o garoto afirmou que “deu vontade” de matar.

    Missa de 7º dia:

    Amigos e vizinhos participaram da missa de 7º dia da adolescente Tamires Paula de Almeida, de 14 anos, morta a facadas no prédio onde morava, em Goiânia. Um vizinho, de 13 anos, confessou o ato infracional e está apreendido. Durante a celebração, que aconteceu na também na capital, eles homenagearam a garota com um cartão onde havia a foto dela e uma mensagem com os seguintes dizeres no final: “Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes que nós”.

    A cerimônia ocorreu na noite de terça-feira (29), na Paróquia Sagrado Estigmas do Nosso Senhor Jesus Cristo e de Santo Expedito, no Jardim América, mesmo bairro onde Tamires morava e estudava. Simultaneamente, foi realizada outra missa na Igreja Matriz de Pires do Rio, no sul de Goiás, onde ela foi criada e a maioria da família vive.



    Via Metrópoles
  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook