• Publicado em

    Municípios se mobilizam para decretar estado de emergência

    O impacto em lavouras de Silvânia, Paraúna, Catalão foi de 60%. Já em Rio Verde, Caiapônia, Mineiros e Jataí, a estimativa de perdas chega aos 40%.
    COMPARTILHE

    Integrantes da Comissão de Grãos e Oleaginosas da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) se reuniram com produtores de várias regiões do Estado e realizaram um levantamento prévio do porcentual de perdas da produção em cada uma das regiões. Na média, conforme informações dos sindicatos rurais, as perdas podem chegar a 40% da expectativa inicial. Participaram reunião produtores de Bom Jesus, Cabeceiras, Edéia, Itumbiara, Goiatuba, Caldas Novas e Piracanjuba .

    O impacto em lavouras de Silvânia, Paraúna, Catalão foi de 60%. Já em Rio Verde, Caiapônia, Mineiros e Jataí, a estimativa de perdas chega aos 40%. Vicentinópolis e Santa Helena foram os municípios mais afetados, com 80% da produção comprometida.

    Produtores já estão procurando prefeituras e autoridades de seus respectivos municípios e solicitando ajuda para que o Estado decrete situação de emergência. A cidade de Silvânia foi a primeira a decretar este estado.

    Fonte/ O Popular