• Publicado em

    Novos casos de Ferrugem Asiática são diagnosticados em Goiás

    Com esses novos diagnósticos, o produtor rural deve ficar ainda mais atento e manter vigilância constante nas lavouras.

    O laboratório de fitopatologia do Sindicato Rural de Rio Verde diagnosticou cinco novos focos de ferrugem asiática. Destes, dois são no município de Rio Verde, mais precisamente na região entre Rio Verde e Jataí e os outros três focos foram encontrados no município de Paraúna. Com os focos descobertos nesta semana, o número chega a seis na região nesta safra.

    De acordo com as profissionais do laboratório, embora o período de colheita esteja se aproximando, é importante que o produtor rural não descuide da lavoura. “As aplicações de fungicidas são fundamentais e por mais que a colheita já esteja próxima, deixar de aplicar pode trazer consequências sérias”, esclarece a acadêmica de Agronomia e estagiária do laboratório Jane Nunes Bueno.

    De acordo com a também acadêmica de agronomia e estagiária do laboratório Thaynara Brandão, o clima pode ser uma das explicações para o surgimento de novos casos.  “A ferrugem asiática é um fungo que não gosta de temperaturas muito altas e prefere ambientes entre 18º e 28º graus, mas, o molhamento foliar é o principal causador da doença”, explica.

    Com esses novos diagnósticos, o produtor rural deve ficar ainda mais atento e manter vigilância constante nas lavouras.

  • Participe do debate em nosso grupo do Facebook