• Publicado em

    Pastor é estuprado por três jovens insanas: ‘Me amarraram e queriam mais’

    Pastor disse que mulheres abaixaram sua calça e que o acariciaram sem parar.
    COMPARTILHE

    Um pastor evangélico foi alvo de três moças descontroladas. Ele revelou que elas o violaram, assim que ele foi em sua casa para cobrar uma antiga dívida. O caso foi noticiado pelo tabloide britânico ‘The Sun’ e aconteceu no Zimbabwe, na África. As mulheres, ao serem cobradas, tiveram a atitude insana de estuprá-lo. Um tribunal local decidiu ouvir as moças. O caso é tratado na região como abuso sexual, estupro. O religioso garante que foi forçado e que as mulheres tiraram sua roupa, o amarraram e que queriam mais e mais sexo.

    Estupradoras dizem que abusado parecia estar gostando e que abuso não foi planejado

    As três mulheres tiveram seus nomes identificados pelas autoridades.




    São elas Mongo Mpofu, de 25 anos, Ramuhetsi Mlauzi, de 23, e Sandra Ncube, de 21 anos. O trio é acusado de ter pervertido a vida do homem, que é conhecido por fazer cultos e falar de Deus. Em pronunciamento, o procurador do caso, Petros Shoko, informou que o homem não quer que o seu nome seja identificado e revelou apenas que dirigia uma igreja localizada em Cowdray Park. As mulheres se defendem e alegam que o pastor parecia gostar do ato. Elas também negam que o ato perverso contra o religioso tenha sido planejado.



    Vítima diz que foi amarrada e obrigada a fazer sexo com mulheres que tinham dívidas

    O procurador ainda revelou que o caso aconteceu no dia 14 de julho, por volta das sete horas. Ele informou que o religioso tinha ido até a casa das mulheres solicitar o pagamento de uma dívida.

    O procurador explicou que o homem foi convidado pelas mulheres a entrar na residência, acreditando que seria pago, mas, logo em seguida, foi amarrado e abusado por todas elas. Ele disse que foi amarrado, enquanto as mulheres o acariciavam e abaixavam suas calças.



    Mulheres se uniram para abusar de pastor evangélico

    O pastor alega também que Ncube teria sentado em cima de seu peito e que ele fez de tudo para a jovem ficar longe dele. Mlauzi, por sua vez, segurou as pernas do homem e as pressionou contra a cama. Ela também foi responsável por pegar as camisinhas e manter a vítima presa. O homem nega que tenha feito o sexo com as três mulheres de uma vez só porque quis. As mulheres, por sua vez, revelaram que estavam brincando e que jamais imaginaram que ele levaria tudo a sério.

    As mulheres vão ficar presas, até que haja o julgamento. O homem pode ter que participar do julgamento e dar um novo depoimento.

    Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante.



    Fonte/É Machete Blasting News
  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook