• Publicado em

    Pecuária do Conhecimento ajuda produtores a obter mais rentabilidade no seu negócio

    Sobre o Pecuária do Conhecimento – O projeto é realizado em parceria com a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA unidade Colina (SP) e foi criado em 2011 e já promoveu mais de 80 cursos, reunindo aproximadamente 1.600 participantes
    COMPARTILHE

    O projeto Pecuária do Conhecimento, da Phibro Saúde Animal, compartilhou conhecimentos, boas práticas e novas tecnologias a cerca de 20 pecuaristas, consultores, gestores e representantes da Paraíso Nutrição Animal, de Jataí (GO). Com aulas teóricas e práticas, o projeto capacita proprietários de fazendas, funcionários, técnicos e consultores. O objetivo é aumentar a eficiência produtiva da pecuária de corte.

    Vitor Rezende, coordenador de território da Phibro Saúde Animal, informa que dentre o vasto conteúdo abordado nos dois dias do curso, “os destaques desta edição foram: os módulos de manejo de pastagem e suplementação na recria de bovinos de corte, além de terminação intensiva a pasto, no que a Phibro chama de TIP, tema de grande interesse e relevância para a Paraíso”.

    Rafael Martins, sócio diretor da Paraíso Nutrição Animal, diz que esta foi a terceira vez em que sua empresa participou do Pecuária do Conhecimento. “E sempre é possível adquirir novos conhecimentos”, destaca. “Nós temos a oportunidade de ver os experimentos de perto. A interatividade com os pesquisadores da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA – Unidade Colina, SP) ajuda a esclarecer todas as dúvidas sobre a aplicação das novas tecnologias. Apesar de já utilizarmos o conceito do Boi 7-7-7, nos atualizamos e, assim, podemos passar todo o conhecimento adquirido com mais segurança para os nossos clientes, replicando em grande escala as estratégias e tecnologias disponíveis”, ressalta Martins.

    O pecuarista André Baré ressalta o papel da Phibro na disseminação de conceitos que contribuem para o avanço da pecuária brasileira. “O Boi 7-7-7 é fantástico e inovador. Utilizar essas tecnologias proporcionam aumento da produtividade e da rentabilidade para as fazendas. Mesmo os produtores mais tradicionais, como eu, têm de aderir”, pontua Baré.

    Sobre o Pecuária do Conhecimento – O projeto é realizado em parceria com a Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios – APTA unidade Colina (SP) e foi criado em 2011 e já promoveu mais de 80 cursos, reunindo aproximadamente 1.600 participantes. O curso tem duração de dois dias, com aulas teóricas e práticas, realizadas na APTA, que capacitam proprietários de fazendas, funcionários, técnicos e consultores para fomentar boas práticas para a execução de uma pecuária com melhores índices de produtividade. Mais informações: pecuariaeficiente.com.br