• Publicado em

    PM encontra corpo de adolescente, prende suspeitos e liberta idoso sequestrado em Catalão

    A adolescente foi cruelmente torturada e assassinada, já o idoso ficou cerca de trinta horas amarrado em uma mata. Mas devido a uma ação eficiente da Polícia de Catalão o idoso foi resgatado e os quatro autores dos dois crimes foram identificados sendo que três deles foram presos.

    Tudo começos nesta segunda-feira dia (17), quando a policia encontrou o corpo de Kalita Cristina Oliveira Silva, de 16 anos que foi localizado no acostamento de uma ponte sobre o Ribeirão Parí, município de Catalão, GO, na GO-305 que liga GO-330 a Goiandira, GO.

    No local a polícia localizou o documento de um idoso o senhor Vorico Vicente Sobrinho que estava desaparecido, criando assim um vinculo sobre os dois casos. Diante dos fatos iniciou-se a investigação e a buscas pelos criminosos.

    E no mesmo dia a policia conseguiu identificar e prender os autores dos dois crimes. Os quatro autores foram identificados devido ao fato de estarem no carro do idoso que havia sido sequestrado.

    Três deles foram presos o quarto integrante conseguiu fugir, após serem presos eles confessaram o crime e disseram a polícia que sequestraram o idoso para roubar o veículo e que mataram a adolescente devido a uma traição da mesma, disseram ainda que a adolescente fazia parte do grupo. Mas não souberam relatar o local exato em que havia deixado o senhor Vorico.

    A partir dai iniciou-se a busca pelo idoso que ainda continuava desparecido, sendo que ele foi localizado por volta das 10h35min da manhã desta terça-feira (18), a vítima estava amarrada em uma árvore de Eucalipto em um local ermo, bastante debilitado e com vários ferimentos pelo corpo inclusive queimaduras. Segundo a polícia a vítima provavelmente estava no local a cerca de 30 horas. O idoso foi resgatado com vida e levado a uma unidade hospitalar.

    A Polícia continua na busca do quarto integrante da quadrilha criminosa.

    Com informações e imagens da TV Sucesso.




  • Participe do debate em nosso grupo no Facebook