• Publicado em

    Policia Civil apresenta investigação que levou as prisões de dois suspeitos envolvidos em assalto na porta de banco em Jataí

    Na ocasião o nome da dupla foi divulgado a imprensa

    O Delegado Dannilo Proto, responsável pelo Grupo Especial de Repressão a Narcóticos (GENARC) apresentou, nesta quinta-feira (31), o resultado da investigação que resultou nas prisões qualificadas de dois suspeitos de estarem por trás das ações criminosas contra clientes bancário de uma agencia situada em Jataí.

    Os dois acusados estão relacionados com o crime  vulgarmente conhecido como ‘saidinhas de banco’  na ação os criminosos abordam pessoas que sacaram uma quantia em dinheiro em uma agencia bancaria.

    Leia também: Motorista mata médica e finge ser a vítima por 2 meses no WhatsApp 

    Durante coletiva nesta manhã foram apresentados dois membros do grupo criminoso, sendo eles; o vigilante da agencia assaltada na ultima terça feira (29), Alex de Jesus, 26 anos,  ele era o responsável de passar a informações dos clientes ao grupo, o outro criminoso preso trata-se de Yuri Ferreira de Carvalho, 21 anos,  ele que pilotava a moto durante a ação criminosa.

    Roupas usada por Yuri no dia do crime.

    De acordo com o Delegado, logo após o assalto foi iniciada as investigações, rapidamente os policiais conseguiram identificar o individuo que pilotava a moto no dia do crime o Yuri Ferreira, e posteriormente foi descoberto que o vigilantes da agência bancaria Alex de Jesus, fazia parte do grupo criminoso, e no mesmo dia da prisão de Yuri, ele também foi preso.

    Um dos indivíduos que participou do crime o assaltante que estava na garupa da moto e anunciou o assalto, e posteriormente pegou o malote com o dinheiro, esta foragido, inclusive é com ele que ficou a quantia roubada. O delegado ressaltou que diligências estão sendo feita, e que possivelmente logo ele será preso também.

    Assista a entrevista completa do Delegado Dannilo Proto no vídeo abaixo;


    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.