• Publicado em

    Polícia Civil conclui investigação e indicia 2 suspeitos de homicídio em Rio Verde

    De acordo informações divulgadas pelo repórter Jota Junior “Coiote”, na manhã desta sexta-feira (15/02/2019) a POLÍCIA CIVIL DE RIO VERDE, através do Grupo de Investigação de Homicídios, apresentou à população dois suspeitos de envolvimento no crime de homicídio que teve como vítima GLENDHON DA SILVA ALVES, de 18 anos.

    AS INVESTIGAÇÕES tiveram êxito na identificação dos autores já nos primeiros dias após o fato. Em 10 dias, com realização de várias diligências e perícias, foram realizadas as prisões, com muita eficiência e rapidez. A vítima foi encontrada, já sem vida, em uma cisterna no quintal de uma residência no Bairro Dom Miguel. A perícia constatou que, além de várias escoriações, havia perfuração ocasionada por arma de fogo, na região da cabeça.

    Leia também: Cantor é morto a tiros enquanto conversava com amigos 

    Vítima.

    DOS FATOS – No decorrer das investigações, foi apurado que a vítima havia se envolvido em uma discussão com um rapaz, vulgo ‘NEGUINHO’, devido a uma bicicleta. Ressalta-se que a vítima emprestou sua bicicleta ao ‘NEGUINHO’ o qual a estragou e prometeu pagar o conserto na data de 03/02/2019, combinando com a vítima de entregar-lhe o dinheiro do conserto no endereço onde ocorreu o crime. Na data combinada, a vítima esteve no local, contudo, ‘NEGUINHO’ não realizou o pagamento, quando a vítima o agrediu com socos e pontapés. Insatisfeito, ‘NEGUINHO’ encontrou-se com o investigado KELSON COELHO CAETANO DOS SANTOS contando a ele sobre o fato. Foi apurado que, na data de 04/02/2019, KELSON encontrou-se com o investigado PAULO BATISTA MOTA (Agente das forças de segurança), convidando-o a participar de um almoço na casa de um amigo, onde seria o LOCAL DO CRIME. Os investigados ingeriram bebida alcoólica, e, na ocasião, por volta de 13h30min, a vítima chegou ao local acompanhado de um amigo que dirigia a moto, chamando pelo ‘NEGUINHO’. O investigado PAULO BATISTA MOTA então, de posse de uma arma de fogo, rendeu o motorista da moto e o investigado KELSON o agrediu. Enquanto isso, a vítima se encontrava dentro da casa de ‘NEGUINHO’. O motorista da moto, em um momento de descuido dos investigados, conseguiu fugir. Logo após, os investigados adentraram a casa, renderem a vítima de joelhos, momento em que foi efetuado disparo de arma de fogo em sua cabeça. Em seguida, os investigados arrastaram o corpo da vítima, escondendo-o debaixo de algumas telhas. Após 1 hora, os investigados jogaram o corpo da vítima dentro de uma cisterna. Após uma denúncia é que o corpo foi encontrado, já no final da noite do dia 04/02/2019. O investigado

    PAULO BATISTA MOTA, por ser agente de segurança pública, teve sua prisão cumprida na data de 11/02/2019, sendo encaminhado ao Presídio Militar. E o investigado KELSON, localizado pelos agentes do GIH – POLÍCIA CIVIL, em uma fazenda próxima da cidade Montividiu, teve sua prisão cumprida na data de 14/02/2019.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.