• Publicado em

    Polícia Civil prende dois indivíduos suspeitos de vários furtos em residências em Rio Verde

    Os alvos dos assaltantes na maioria dos crimes eram residências de alto padrão onde eles podiam encontrar objetos e equipamentos caros.
    COMPARTILHE

    De acordo informações da Assessoria de Imprensa 8ª DRP repassadas ao Plantão JTI, nesta quarta-feira (12) o delegado Carlos Roberto Batista, apresentou no auditório da 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil em Rio Verde, Gabriel Henrique Rodrigues Barros, preso através de mandado de prisão temporária expedido pela justiça, investigado pela pratica de vários furtos ocorridos na cidade.

    Ele ainda é suspeito de ter vendido objetos provenientes de um roubo ocorrido há alguns meses.

    Outro homem preso e suspeito de ter praticado furtos a residências é Wosziel Alexandro de Almeida.

    Após ter sido conduzido a Casa de Prisão Provisória, ele foi transferido pela justiça para um presídio de Goiânia.

    Toda a investigação foi realizada por agentes e escrivães do Grupo Especializado de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri).

    Gabriel responde pelo menos 7 inquéritos policiais e seria um dos mais atuantes criminosos que cometem furtos a residências em Rio Verde.

    delegado Carlos Roberto Batista

    Segundo o delegado Carlos Roberto Batista, ele tem parentes em Rio Verde e também em Caiapônia, tornando difícil sua prisão, por mudar de cidade constantemente.

    “Quando ele percebe que está perto de ser preso ele foge para casa de parentes”. Disse o delegado.

    Wosziel também não tem residência fixa e pratica crimes em Rio Verde e Goiânia, sempre fugindo de uma cidade para outra.

    Ainda segundo o delegado, em um dos furtos supostamente praticado por Gabriel, o proprietário de uma residência reagiu e para defender seu patrimônio atirou várias vezes para o alto, impedindo que o assaltante entrasse na casa. Ele foi à casa um dia antes e modificou o posicionamento das câmeras de segurança para que o furto no qual pretendia praticar não fosse filmado.

    Os alvos dos assaltantes na maioria dos crimes eram residências de alto padrão onde eles podiam encontrar objetos e equipamentos caros.

    Nem mesmo os muros altos, cercas elétricas, portões eletrônicos e sistema de monitoramento impediam a ação dos dois homens.

    Em um dos vídeos gravados por câmeras de segurança mostra Wosziel pulando o muro de uma residência e posteriormente deixando o local com uma bolsa repleta de objetos. Os dois presos não agiam juntos e as investigações são distintas.