• Publicado em

    Polícia Civil prende quadrilha que aplicava golpes em Goiás, Paraná e DF

    Criminosos extorquiam pessoas que tiveram o carro roubado, com a promessa de devolver o veículo. Integrante da quadrilha agia de dentro da prisão.

    Na manhã desta quarta-feira (05), a 5ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Luziânia, em ação integrada com a Polícia Civil do Paraná e do Distrito Federal, deflagrou a operação denominada “Boi na Linha”, com o objetivo de combater e desmantelar uma organização criminosa especializada em extorquir vítimas de furto/roubo de veículos.

    Cerca de 70 policiais civis cumpriram 20 mandados judiciais. Destes, doze são de prisão temporária e oito de busca e apreensão. As investigações apontaram que os criminosos ligavam para os Batalhões de Polícia Militar e Delegacias de Polícia, e se passavam por policiais. Dessa forma obtinham informações acerca das ocorrências envolvendo os veículos subtraídos das vítimas.

    Leia também: Jovem de 16 anos mata pai a facadas para defender mãe de agressão na PB

    De posse dessas informações, a quadrilha entrava em contato com as vítimas para extorqui-las. Cobravam um valor em dinheiro, prometendo que seus bens seriam restituídos em determinado prazo. A vítima depositava o dinheiro para os criminosos com a esperança de recuperar o bem, o que não acontecia.

    Um dos integrantes da quadrilha já estava preso na penitenciária da cidade de Luziânia, e aplicava os golpes de dentro do local. Nove indivíduos foram presos nessa fase da operação, sendo seis detidos na cidade de Luziânia, um em Novo Gama e outro em Cidade Ocidental.

    Alguns dos presos forneciam suas contas bancárias para o chefe da organização criminosa, em troca de uma comissão. As investigações da operação foram iniciadas pela Polícia Civil do Estado do Paraná, com posterior apoio da Polícia Civil do Estado de Goiás, tanto na localização dos suspeitos, quanto nas diligências operacionais.

    Fonte/Mais Goiás