• Publicado em

    Prefeito firma parceria com a Juceg para desburocratizar o processo de abertura de empresas em Jataí

    Nesse contexto, Jataí poderá ser a primeira cidade do Estado de Goiás a integrar um sistema municipal ao sistema da Juceg para reduzir drasticamente – de meses para dias - o tempo necessário para a abertura de empresas.

    Na tarde desta segunda-feira (06), o prefeito Vinicius Luz se reuniu em seu gabinete, com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Francis Barros, o secretário da Fazenda, Roberto Lobato, o chefe da Divisão de Fiscalização do ICMS, Idenilson Rodrigues Morais, o presidente da Junta Comercial de Goiás (Juceg), Rafael Bastos Lousa Vieira e com o servidor do Departamento Técnico da Juceg, Fábio Marques, para tratar da implantação em Jataí, da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e a Legalização de Empresas e Negócios, a Redesim.

    reuniao_juceg4Na oportunidade foi firmada uma parceria entre a Juceg e o município de Jataí para a adesão, pelo Município, à plataforma tecnológica empresarial da Juceg, que permitirá a unificação e a celeridade processual na abertura, na alteração e no encerramento das atividades das empresas.

    reuniao_juceg7Nesse contexto, Jataí poderá ser a primeira cidade do Estado de Goiás a integrar um sistema municipal ao sistema da Juceg para reduzir drasticamente – de meses para dias – o tempo necessário para a abertura de empresas. Isso fará por exemplo, com que os empreendedores que desejam abrir uma empresa, realizem o processo praticamente todo de forma online, desde o cadastro, a avaliação, a retirada dos certificados digitais até a liberação do alvará provisório.

    No próximo dia treze, equipes da Juceg realizarão o treinamento de servidores do Município para a correta utilização do novo sistema, que  depois de integrado ao sistema já utilizado pelo município criará em jataí, um ambiente mais empreendedor capaz de incentivar o surgimento de novos negócios, a abertura de novos postos de trabalho e contribuir para o desenvolvimento econômico do Município.





    Fonte: DECOM/PMJ

    reuniao_juceg2