• Publicado em

    Projeto que cria a Guarda Civil Municipal será a pauta da sessão extraordinária desta terça

    "Segurança Pública se faz com pessoas que conseguem aliar boas ideias, planejamento e ação." (Ivenio Hermes)

    Será realizada nesta terça-feira, dia 5, a partir das 14 horas, uma sessão extraordinária para discussão e votação do projeto de lei nº 61, de autoria do poder executivo, que cria em Jataí a Guarda Civil Municipal.

    Quem não tiver condições de comparecer ao plenário João Justino de Oliveira poderá acompanhar tudo ao vivo pela TV ou pela Rádio Câmara, pelo YouTube ou pelo Facebook.

    A criação da guarda municipal faz parte do projeto da prefeitura municipal “Jataí + Segura” que inclui também;

    • patrulha maria da penha – que vai atender chamados de mulheres vítimas de violência. Um atendimento diferenciado prestado por uma equipe formada, em parte, também por mulheres;
    • patrulha escolar – que atuará em sintonia com a comunidade escolar para garantir mais segurança as crianças e jovens nos arredores das unidades escolares;
    • patrulha rural georeferenciada – que com o uso da tecnologia, vai mapear as propriedades rurais para auxiliar os profissionais que fazem o patrulhamento rural;
    • vizinhança solidária – que vai incentivar a população a desenvolver um espírito colaborativo, tanto para com os vizinhos, quanto para com a polícia, em caso de algo suspeito no bairro;
    • polícia mirim – que envolverá crianças e adolescentes em atividades que incentivem o exercício da cidadania para que sejam multiplicadores do conteúdo aprendido;
    • revitalização do videomonitoramento que funciona hoje, de forma deficiente;
    • instituição de um banco de horas, a ser pago pela Prefeitura, para que os policiais militares em folga possam reforçar o policiamento;
    • retomada dos trabalhos da força tarefa que envolve instituições como Polícias Militar e Civil, Conselho Tutelar, Secretaria de Meio Ambiente e outros, já que a perturbação do sossego é muitas vezes, causadora de atos de violência;
    • criação do conselho municipal de defesa da mulher;
    • criação da guarda civil municipal – implantada inicialmente com 40 homens, número que será ampliado gradativamente, a medida em que o projeto for sendo amadurecido;
    • construção de um novo centro de internação para menores, chamado case (centro de atendimento socioeducativo) para atender jovens em conflito com a lei;
    • término das obras de ampliação da unidade prisional de Jataí – obra que teve inicio em 2012;
    • projetos de defesa social – já em andamento, atendendo mais de 800 pessoas com atividades culturais, artísticas, esportivas e de alfabetização, distribuídas no Centro de Artes e Esportes Unificado no bairro Mauro Bento, na sede do Projeto Técnico Social do Residencial Cidade Jardim e do Projeto Abelha no Setor Epaminondas.