• Publicado em

    Quadro clínico de Dona Marisa é irreversível, afirma cardiologista

    Segundo Roberto Kalil Filho, ela não tem mais fluxo cerebral e respira com aparelhos
    COMPARTILHE

    O quadro de saúde de Marisa Letícia, internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Sírio-Libanês, é irreversível, disse o cardiologista Roberto Kalil Filho.

    A ex-primeira  voltou ao coma induzido nesta quarta-feira (1). Durante a manhã, a esposa do ex-presidente Lula sofreu de anisocoria, uma condição caracterizada pelo diâmetro desigual das pupilas. O fato revela uma possível hemorragia em uma região importante do tronco cerebral.

    Segundo a Veja, os médicos já haviam verificado piora na inflamação cerebral na manhã desta quarta-feira (1). Ainda de acordo com a reportagem, a complicação é provocada por uma hiperemia – aumento da quantidade de sangue circulante em um ponto – tal como sofreu a esposa do ex-presidente Lula, na última terça-feira (24).

    A reportagem também destaca que a circulação sanguínea no cérebro está ruim e o órgão apresenta inchaço. A sedação havia sido retirada nesta terça-feira (1) pela manhã, mas médicos optaram por colocá-la novamente no coma induzido após a piora no quadro de saúde da ex-primeira dama.

    Em conversa com a Folha de S. Paulo, Kalil afirmou que só será possível avaliar o estado de saúde de Dona Marisa duas semanas após o acidente vascular cerebral (AVC). “Teoricamente a redução do inchaço começa a reduzir duas semanas após a internação”, afirmou.

    O especialista também declarou que a situação da ex-primeira dama tem sofrido flutuações.