• Publicado em

    Questionário nas escolas mensura casos de gravidez na adolescência

    A iniciativa surgiu da parceria do Ministério da Educação e Saúde e Programa Saúde na Escola

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibilizou este mês o “Questionário sobre quantidade de casos de gravidez em adolescentes escolares” em instituições de ensino públicas e privadas. A ação serve para mapear quantos casos de gravidez na adolescência ocorreram em 2018.

    Segundo o Ministério da Saúde, a taxa de gravidez na adolescência no Brasil é de cerca de 56 adolescentes a cada grupo de mil. Número maior que a taxa internacional, que é de cerca de 49 a cada 1 mil. Embora a taxa de gravidez na adolescência ainda esteja alta, dados mostram que houve, em sete anos, redução de 13% de bebês de mães adolescentes.

    Leia também: As melhores dicas para ajudar você a desenvolver os seus estudos e sua carreira você encontra aqui

    Gestores escolares ou pessoas designadas pelas instituições devem responder ao questionário disponibilizado nas últimas semanas. No mesmo, também devem ser considerados os casos na faixa etária de 10 a 19 anos de idade. Não será necessário identificar a adolescente e as escolas terão até 15 de abril para preencher os dados por meio de um link no Sistema Educacenso.

    Desenvolvida em conjunto pelos ministérios da Educação e da Saúde, por meio do Programa Saúde na Escola, a iniciativa tem o objetivo de mapear o número de casos de gravidez precoce para apoiar a criação de políticas públicas de cuidado integral às adolescentes grávidas.

    Agência Educa Mais Brasil – Bárbara Maria
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.