• Publicado em

    Resgatada grávida de 13 anos mantida em cárcere privado e espancada em ‘tribunal do crime’

    A menor foi vítima de uma facção criminosa no interior de MS

    Uma garota de 13 anos foi vítima de agressões e cárcere privado em Sidrolância, a 70 km de Campo Grande. Ela foi encontrada pela Polícia Militar em uma cada abandonada após denúncia anônima no domingo (6). A vítima prestou depoimento nessa segunda-feira (7) e afirmou ter sido agredida por três homens e uma mulher.

    Segundo o boletim de ocorrência, a adolescente foi resgatada consciente, ela estava no chão e imóvel, com as roupas rasgadas, ferimentos por todo corpo e com o olho esquerdo roxo.

    Leia também: Mãe morre ao saber que filha e genro foram encontrados mortos 

    De acordo com o G1, a vítima contou ter sido agredida por integrantes de uma facção criminosa, por ter “caguetado” (entregado, relatado) integrantes do grupo à polícia, em um suposto “tribunal do crime”.

    Os suspeitos fugiram do local.

    A delegada que investiga o caso, Thais Duarte Miranda, comentou que a jovem disse que estaria grávida de dois meses, e que recebeu chutes e socos no abdômen. Ela relatou ainda já ter sofrido 3 abortos. Um exame de corpo de delito foi feito nesta segunda, e o exame para confirmar a gravidez será solicitado pelo abrigo em que a menina foi acolhida.

    Os suspeitos deram a mesma versão sobre o crime, de que a jovem teria entrado na casa para roubar a bicicleta de um deles. Eles confessaram as agressões, mas como não houve flagrante, foram liberados. A adolescente tem registros de infrações.

    A adolescente foi encaminhada para o hospital de Sidrolândia (MS). O conselho tutelar foi acionado e ela foi levada para um abrigo em outra cidade.

    O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Sidrolândia.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.