• Publicado em

    Suspeito de cometer pelo menos 6 homicídios em GO e crime bárbaro em Rio Verde se entrega

    À polícia, o suspeito relatou, de forma fria, que é um assassino violento, e que já matou pelo menos seis pessoas, segundo alegou, nas referidas cidades, inclusive com requintes de crueldade

    Policiais civis da Central de Flagrantes de Paraíso do Tocantins prenderam neste sábado, 11, Oledecarlos A. T., de 47 anos, em cumprimento a mandado de prisão expedido pelo juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Verde de Goiás. Conforme o delegado Bruno Baeza, na manhã de ontem o próprio suspeito compareceu à Central de Flagrantes, alegando que estaria foragido da Justiça e que queria se entregar à polícia, pois ele havia cometido vários crimes de homicídio, dentre eles pelo menos um na cidade de Rio Verde (GO), um na cidade de Anápolis (GO) e outro na cidade de Chapada da Natividade.

    Concorra ao sorteio do valor de R$ 500 reais compartilheclique aqui e veja as regras na fanpage do Plantão JTI.

    À polícia, Oledecarlos relatou, de forma fria, que é um assassino violento, e que já matou pelo menos seis pessoas, segundo alegou, nas referidas cidades, inclusive com requintes de crueldade, conforme seu próprio relato. Oledecarlos estava sem documentos de identificação, mas a equipe de policiais conseguiu confirmar sua identidade e localizou a existência de um mandado de prisão em desfavor do homem, pela prática de homicídio, na cidade de Rio Verde (GO).

    Após os procedimentos, Oledecarlos foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Paraíso, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. A Polícia Civil dará continuidade às investigações para apurar a veracidade das informações sobre a prática dos crimes supostamente cometidos pelo suspeito em outras cidades.

    Leia Também: Motorista embriagado é preso transportando suíno em cadeirinha de bebê em Goiás

    Leia também: Mortos em baile funk são empilhados nos fundos do IML; foto vaza

    Leia também: Criminoso que prejudicou o cantor Leonardo e outras pessoas em Goiânia chorou e alegou problemas pessoais, diz vítima



    Fonte/T1
  • Participe do debate em nosso grupo do Facebook