• Publicado em

    Thiago e Major Davi pedem mais um Colégio Militar em Jataí

    Veja também alguns dos requirimentos de outros vereadores.

    Os vereadores Thiago Maggioni e Major Davi Pires solicitaram ao governo estadual a criação de um segundo Colégio da Polícia Militar de Goiás em Jataí. A atual unidade, sediada no antigo colégio Nestório Ribeiro, já não consegue atender a grande demanda de pais de alunos. “Os colégios militares diferenciam-se dos demais por sua eficiência, credibilidade aprovada pela comunidade e a forma como são administrados em relação à disciplina, às regras e ao rigoroso padrão de qualidade, preparando o aluno para o futuro”, afirmaram os parlamentares.

    Kátia pede melhorias para espaço localizado em frente a Cmei

    A vereadora Kátia Carvalho requereu à administração municipal o asfaltamento do espaço físico e sua adequação em estacionamento, em frente ao Cmei Abelhinha, no bairro Epaminondas I. Este é um anseio dos moradores da região e dos pais de alunos e professores, que não contam com local apropriado para estacionar seus veículos. Estes param no lado oposto da BR-158, colocando vidas em risco. Com as chuvas, os problemas intensificam-se devido à lama nos pontos sem calçamento.

    Adilson sugere análise periódica da água do município

    O vereador Adilson Carvalho sugeriu à Saneago a realização de análise periódica da água de Jataí. Ele lembra que os diversos usos da água requerem padrões de qualidade adequados para cada tipo de atividade. Com a análise, evitam-se sérios problemas econômicos e ambientais e possibilita-se o uso sustentável da água para as gerações atuais e futuras, pois se trata de um bem finito e cada vez mais escasso.

    Carapô pede realização de concurso público na educação

    O vereador José Carapô reivindicou à prefeitura a realização de concurso público para a educação. “A finalidade é valorizar esse setor, pois professores e agentes da educação concursados têm estabilidade e, com isso, não ficarão sujeitos a ingerências e ameaças de exonerações quando da troca de gestores”, disse ele. “Todos ganham, pois esses profissionais buscarão cada vez mais qualificação, não só buscando ingresso por meio de concurso, mas também a possibilidade de terem um plano de carreira a ser implantado pelo município”.

    Francisco Cabral