• Publicado em

    Vídeo exibe casal mantendo relação sexual ao vivo com filha de três anos ao lado

    Menina, mais tarde, precisou de atendimento médico de urgência na Rússia.

    De acordo a coluna é Manchete do site Blasting News, a Rússia é um daqueles países nos quais tudo pode acontecer.  Os russos gostam bastante de algumas atividades, incluindo aquelas que usam armas e bebidas. Um casal, por exemplo, extrapolou todos os limites do que pode ser considerado ponderável. Isso porque eles decidiram fazer um vídeo de sexo ao vivo na internet. Se já não bastasse, o casal ainda estava com a filha de apenas três anos de idade, chorando e por perto. O casal é formado por Nikolay Kostenevsky, de 32 anos, e Yana Leonova, de 23. Ambos acabaram perdendo a guarda, pelo menos temporariamente, da menina.

    Pai e mãe mantém relações sexuais ao vivo na frente da filha de apenas 3 anos

    O caso aconteceu na cidade de Yaroslavl, na Rússia.

    As autoridades locais ainda investigam aquilo que aconteceu nas imagens que foram transmitidas ao vivo pela internet. O conteúdo mexeu com muitas pessoas. A menina teria sido, aparentemente, retirada de casa, como mostraram reportagens sobre o caso. O casal agora não pode ficar com a garotinha, que está passando por exames psicológicos e médicos para detectar possíveis traumas. A situação fez com que muita gente ficasse chocada e também revoltada pela forma como o caso foi tratado.

    O #vídeo ao vivo mostra a conjugação carnal do casal e teve grande repercussão online. A menina aparece a alguns metros do casal, enquanto homem e mulher mantêm a relação. Em dado momento, a garotinha chega a dizer que, no dia seguinte, outra pessoa vai visitá-la e que ela contará como tudo aconteceu. Os pais não parecem ligar muito para as ameaças.

    Vídeo íntimo entre pai e mãe próximo à filha pode terminar em prisão

    A filmagem provocou ações da polícia e também doo Comitê de Investigação, que lida com crimes graves na Rússia, para uma análise mais aprofundada sobre o caso. O casal, ao que tudo indica, deve passar bastante tempo na cadeia refletindo sobre o assunto.

    Mikhail Krupin, que representa um órgão local próximo ao que seria o Conselho Tutelar no Brasil, disse que agora o mais importante é resguardar a integridade física e mental da menina. A situação está mexendo com muita gente, mas ele garantiu que os resultados médicos iniciais na menor de idade são positivos. Há ainda, no entanto, quem acredite que a garotinha jamais vai esquecer o que viu. #Relações intimas