• Publicado em

    Aluna diabólica arma plano do mal para matar amiga de classe: ‘Queria vingança’

    Garota do mal se juntou com outros homens para dar cabo na vida de estudante.

    Alguns planos de vingança surpreendem até mesmo a polícia. Não faltam histórias envolvendo tramas macabras e surreais. Nesta quarta-feira (16), por exemplo, uma estudante foi presa por policiais militares, após armar um plano diabólico para acabar com a vida de outra aluna de sua classe. A morte aconteceria por conta de uma vingança, mas, felizmente, o plano diabólico da garota não chegou a ser concretizado, como mostra uma matéria de um site vinculado ao portal R7. O crime estava planejado para acontecer na cidade de Maceió e, por pouco, não eclodiu em uma grande tragédia familiar.

    Aluna arma vingança para matar amiga de classe, mas plano diabólico é descoberto

    A polícia descobriu que a aluna queria matar o estudante na própria escola onde os dois estudavam.

    Essa unidade foi identificada como Estadual Professora Benedita de Castro Lima. O assassinato seria cometido no período da noite. A jovem que seria morta seria uma inocente, mas a aluna acreditava que a garota estaria envolvida da morte do irmão de um dos seus colegas. O grupo preso pela polícia chegou a negar o ato, mas os agentes já tinham todo o plano traçado através de conversas do WhatsApp. Em entrevista à afiliada da Record TV na região, a TV Pajuçara, um dos investigadores confirmou que a morte aconteceria por vingança.

    Irmão de estudante que seria morta teria matado irmão de envolvido em crime da escola, em Maceió

    A polícia explica que o chefe da quadrilha que planejava o assassinato seria Francisco Cristiano da Silva Assunção, de 21 anos. Ele teria perdido o próprio irmão, que teria sido morto pelo irmão da vítima, que seria morto.

    O criminoso era conhecido como Rabicó, mas viu o seu planejamento de crimes ser interrompido graças à investigação policial.

    Saiba detalhes do plano macabro de estudantes para matar colega de classe

    Além do chefe da quadrilha, outras duas pessoas o ajudariam no plano diabólico, entre elas, uma aluna da escola, que facilitaria o crime contra o jovem de 16 anos. A polícia já sabia da estratégia de matar a estudante à noite na escola, mas decidiu fazer um flagrante. Enquanto o autor do plano entrou na escola, os outros dois ficaram à sua espera do lado de fora. O objetivo seria levar a vítima até o local do assassinato. Um revólver calibre 38 municiado foi apreendido com Francisco. Os três jovens e a adolescente foram conduzidos até a Central de Flagrantes, no bairro do Pinheiro.


    Fonte/ E Manchete Blasting News
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.