• Publicado em

    Casal jura amor eterno momentos antes de execução

    Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Manculeo, de 22, comemoravam o aniversário da jovem em um bar, quando foram executados com mais de 35 tiros.

    Era para ter sido uma noite de celebração do amor, mas acabou se tornando a última noite de vida para um casal, na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

    Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Manculeo, de 22, comemoravam o aniversário da jovem em um bar, quando foram executados com mais de 35 tiros. O caso aconteceu na segunda-feira (26).

    Os pistoleiros responsáveis pela morte dos dois deixaram um bilhete em espanhol preso à cabeça do rapaz escrito “Favor não roubar”, com assinatura de “Justiceiros da Fronteira”.

    Segundo a polícia paraguaia, o objetivo dos autores do crime era matar Mateo, que foi alvejado com pelo menos 36 tiros e morreu na hora. Anabel chegou a ser enviada a um hospital particular na cidade, mas morreu na madrugada de terça (27).

    A polícia paraguaia investiga o caso e a possível participação de Mateo em delitos. O jovem já tinha antecedentes criminais devido a ligações com facções, assaltos e mortes. Facções criminosas podem estar envolvidas com as execuções.

    Momentos antes de serem executados, os dois ainda chegaram a trocar declarações de amor. Em uma das mensagens, Mateo deseja “vida longa” a jovem.

    Repórter Mari JTI/Via DOL

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.