• Publicado em

    Homem flagrado matando a ex a facadas é condenado a 17 anos de prisão em Goiás

    A denúncia é de que o rapaz, condenado por feminicídio, não queria que a vítima fosse a uma festa; ele alegou que estava drogado.

    De acordo matéria do Portal Metropoles, Wallifer Xavier Pereira, 20 anos, foi condenado na tarde desta terça-feira (20/7), pelo Tribunal do Júri, a 17 anos de prisão por feminicídio. Ele foi flagrado por câmeras de segurança matando a facadas a ex-namorada Adriana Massena dos Santos, 31 anos, em via pública. O crime aconteceu em junho de 2020.

    A decisão cabe recurso, e a Defensoria Pública do Estado de Goiás, que atua na defesa do réu, informou que ingressará com recurso relativo à dosagem da pena.

    Segundo o juiz Jesseir Coelho de Alcântara, que presidiu o júri, Wallifer confessou o crime durante interrogatório em plenário e alegou que agiu por transtorno pelo uso de drogas. Segundo o magistrado, o rapaz devem cumprir pena em regime fechado na Penitenciário Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital.

    Conforme decisão do júri, criminosa agiu por motivo fútil, com emprego de meio cruel e em razão da condição de sexo feminino. O Ministério Público de Goiás (MP-GO) já havia denunciado Wallifer há um ano, em julho do ano passado.

    O caso

    O crime ocorreu no dia 14 de junho de 2020, no Jardim Curitiba, em Goiânia. À época, o casal que namorou por cerca de um ano e meio, mas terminou em razão do histórico de agressões do homem, estava voltando a se encontrar. Os dois haviam passado a noite anterior ao assassinato, Dia dos Namorados, juntos.

    Conforme a denúncia, a promotoria apontou que o jovem causou sofrimento físico à vítima, inclusive ignorando as súplicas da vítima, que implorou pela vida.

    À polícia, Wallifer admitiu que matou a ex-namorada porque não aceitava o fim do relacionamento deles.

    Imagens

    Câmeras de segurança registraram o momento do crime. As imagens flagraram a discussão e o assassinato de Adriana. Wallifer desferiu diversos golpes de faca contra a vítima, que ainda tentou correr, mas não resistiu e caiu. O homem fugiu.

    Um vídeo mostra ainda que um motociclista passa do lado do corpo de Adriana, mas não para o veículo. O socorro chegou a ser solicitado, mas a mulher morreu no local.

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.