• Publicado em

    Homem suspeito de ter matado mulher é morto em troca de tiros com a PMGO na BR-060

    A morte da mulher aconteceu em um assalto. Quando os policiais abordaram Denilson Gomes de Souza, 23 anos, ele correu e efetuou disparos na direção dos PMs, que revidaram.

    Compartilhe!

    De acordo matéria do Metrópoles, o suspeito de matar uma mulher durante assalto, no Gama, morreu, na noite dessa terça-feira (21/12), ao trocar tiros com militares do batalhão de Choque da Polícia Militar de Goiás. Segundo a corporação, a equipe recebeu informações sobre a localização do criminoso. O homem foi localizado BR-060 em direção a Alexânia (GO).

    Quando os policiais tentaram realizar a abordagem, Denilson Gomes de Souza, 23 anos, correu e efetuou disparos na direção dos PMs. A guarnição revidou os disparo de arma de fogo e o homem foi atingido. O jovem foi encaminhado ao Hospital Municipal de Alexânia com vida, mas, já na unidade, morreu. Ainda de acordo com a polícia, a viatura da guarnição foi atingida com dois disparos.

    Vítima:

    Câmeras de segurança registraram o momento em que Natália Joaquim Boitrago, de 29 anos, foi morta a tiros na noite dessa segunda-feira (20/12), na Quadra 6 do Setor Sul do Gama, enquanto trabalhava em um quiosque de lanches da região. A vítima estava comendo quando foi abordada pelo criminoso.

    Segundo informações de testemunhas, Natália teria ficado calada ao ouvir o assaltante pedir que ela entregasse seu celular. Situação que teria revoltado o autor dos disparos.

    O caso é investigado como latrocínio (roubo seguido de morte) pela 20ª Delegacia de Polícia (Gama).

    Pelas imagens é possível observar que o suspeito se aproximou da mulher e, em poucos segundos, atira contra a vítima. Após ser atingida, a funcionária andou alguns metros e caiu no chão.

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.