• Publicado em

    Ladrão de Caminhonete é preso pela PRF na BR-060

    A perseguição durou mais de 09 horas e o acusado foi localizado encima de uma árvore.

    Na tarde desta terça-feira, 24, após receber a informação de que uma caminhonete VW/Amarok teria sido roubada, a mão armada, em Indiara e que estaria seguindo para Goiânia, policiais do posto da PRF de Guapó, na BR-060, se prepararam para tentar abordar tal veículo.

    Após alguns minutos da ligação que informara o roubo, os policiais perceberam a aproximação de veículo com as mesmas características, quando solicitaram para que ele parasse. Entretanto, o indivíduo que conduzia o carro, não obedeceu ordem de parada e seguiu em disparada rumo a Goiânia.

    Os policiais acompanharam o veículo por diversos quilômetros, até que o condutor, em determinada altura, jogou a caminhonete em uma ribanceira e fugiu a pé, entrando em um matagal.

    Os PRFs, juntamente com policiais civis e militares, procuraram o infrator pelas redondezas, informando a todos os chacareiros da situação. Essas pessoas auxiliaram a policia no sentido de falar se tinham visto alguém com as características citadas e ligar para a polícia para denunciar suspeitas.

    A busca continuou até às 21h00, quando o jovem que tinha cometido o assalto em Indiara, de 21 anos, foi encontrado em cima de uma árvore. Ele foi levado para o Posto da PRF, para que fossem lavrados os documentos de praxe e, em seguida, fosse conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

     Para que a polícia não percebesse que o jovem possuía várias passagens ele utilizava o nome do irmão, que possui apenas uma letra diferente da escrita do nome dele, o que dificultou os trabalhos policiais. Contudo, por fim, conseguiu-se descobrir sua real qualificação e constatar que o rapaz era foragido da justiça e possuía várias passagens por roubo a veículos.

    É de se ressaltar que, no mesmo dia, outro veículo, dessa vez uma carreta Scania sem carga, também foi recuperada na BR-153, km 173, próximo a Guapó. Ela tinha sido roubada em Anápolis, quando estava carregada de cerveja

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.