• Publicado em

    Marido e irmão de mulher vão à júri por matar e queimar corpo da vítima no Sudoeste de Goiás

    Seis anos depois do crime bárbaro, em Chapadão do Céu, a justiça de Goiás finalmente manda a júri popular, nesta terça-feira (27), os acusados de matar e queimar o corpo de Lindalva Maria da Silva.

    Os julgamentos de Milton Neves, que era marido da vítima e Valdeci Manoel da Silva, irmão da mulher, estão marcados para as nove horas da manhã, no plenário da Câmara Municipal.

    Leia também: Edital premiará jornalistas e estudantes de jornalismo

    O crime aconteceu em agosto de 2014. A vítima tinha 39 anos de idade. A suspeita é que os acusados tenham matado a mulher para ficar com 200 mil reais que ela havia conseguido por meio de um empréstimo para investir em um comércio.

    Milton confessou que matou a mulher à facadas. O corpo de Lindalva foi encontrado carbonizado dentro de um carro. Ao lado, a polícia encontrou dois litros com restos de gasolina.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.