• Publicado em

    PF: traficantes queimavam notas de R$ 100 em churrasqueira

    Delegado afirmou que ato era para desdenhar do valor; operação foi deflagrada nesta quinta (20).

    Compartilhe!

    A Polícia Federal revelou que os criminosos alvos da Operação Hot Money, que visa desarticular uma organização criminosa responsável por tráfico de drogas interestadual, utilizavam o dinheiro do auxílio-emergencial do Governo para acender churrasqueiras.

    Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (20), após deflagrar a operação, o delegado da PF de Barra do Garças (a 500 km de Cuiabá) Murilo de Oliveira Freitas afirmou que os criminosos acabavam recebendo o dinheiro de forma indevida e “desdenhavam” do valor recebido.

    “Durante a investigação foram colhidas imagens com queima de dinheiro, junto com carvão, para acender fogo, muito provavelmente desses valores, uma vez que os valores capitalizados pelo crime são muito maiores que os pagos por auxílios emergenciais”, explicou.

    As notas de R$ 100 que deveriam ser destinadas às pessoas que perderam renda por conta da pandemia do novo coronavírus eram colocadas em churrasqueiras pelos criminosos alvos da operação.

    Investigações

    Na manhã de hoje, policiais federais prenderam sete alvos durante cumprimento de 28 mandados judiciais expedidos pela Vara Criminal de Aragarças/GO. Outros 21 foram cumpridos por busca e apreensão.

    Os mandados têm alvos nas cidades de Barra do Garças, Cuiabá, Querência, Porto Esperidião e Pontes e Lacerda. Em Goiás, foram cumpridos mandados em Aragarças e Jussara.

    A Justiça determinou também o sequestro da totalidade de valores mantidos em conta bancária de 11 pessoas, além de veículos, em razão da alta movimentação de valores em espécie realizada pelos investigados.

    As investigações tiveram início em janeiro de 2021 quando a Polícia Federal identificou a similaridade de atuação de pequenos traficantes de drogas que atuavam na região do Vale do Araguaia.

    Após diligências foi possível identificar uma das lideranças do tráfico na região, que recebia grandes quantidades de droga e pulverizava para os traficantes locais.

    Além das prisões cautelares realizadas, durante o cumprimento dos mandados judiciais, três pessoas foram presas em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, bem como uma grande quantidade de valores em espécie apreendida em diversos locais de cumprimento de busca e apreensão.

    ———————————————————————————————————————–

    Repórter Mari JTI/Via Mídia News

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.