• Publicado em

    PM é preso suspeito de atirar contra jovem em show sertanejo em Goiás

    Em nota, a assessoria do evento afirmou que policial assinou termo de responsabilidade para entrar com a arma no local.

    Compartilhe!

    Um policial militar foi preso nesta segunda-feira (6/6) suspeito de atirar em um jovem, de 27 anos, durante show da dupla Henrique e Juliano, na capital goiana. O evento aconteceu na noite desse domingo e a vítima, identificada como Francis Junio Riveiro, está em estado grave, internada em um hospital de Goiânia.

    O suspeito foi conduzido à central da Polícia Civil e abriu-se um processo administrativo disciplinar para apurar o caso. Por meio de nota, a PM informou que não compactua com qualquer desvio de conduta praticado por seus membros e que o caso será apurado com o rigor devido.

    Já a assessoria do evento lamentou o incidente e afirmou que está dando apoio ao jovem baleado. A organização destacou que o policial assinou termo de responsabilidade para entrar com a arma no local.

    Ainda de acordo com a assessoria, o evento tinha uma equipe composta por 700 seguranças internos e externos e foi realizado o monitoramento e mapeamento durante toda a programação. “Infelizmente, não podemos prever que coisas desta natureza aconteçam, mas tentamos evitar ao máximo, cumprindo todas as regras de segurança que nos são determinadas”, diz a nota.

    Recuperação

    De acordo com o hospital, Francis passou por cirurgia no tórax e na mão esquerda. Ele está na unidade de terapia intensiva (UTI), consciente, e respira espontaneamente com ajuda de oxigênio.

    Uma equipe da PM conversou com o jovem internado. No hospital, ele teria confirmado que estava no evento, onde disse ter empurrado um homem, que também revidou. Em seguida, o homem atirou três vezes contra ele.

    A Polícia Civil já começou a investigar o caso e ouvir testemunhas.

     

    Repórter Mari JTI/ Via Metrópoles

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.