• Publicado em

    Polícia Civil apresenta os dois executores do homicídio do fazendeiro Joaquim Moça

    Um dos autores do homicídio encomendado pelo genro da vítima chorou durante entrevista a imprensa de Jataí, e diz estar arrependido. Assista aos quatro videos na matéria;

    A Polícia Civil (PC) apresentou nesta sexta-feira (9/6), os assassinos confessos  d o assassinato do fazendeiro Joaquim Avelino Neto (Joaquim Moça), 63 anos, o homicídio foi a mando do genro da vítima o agricultor Jadeilson Mariano Sobrinho, “Terrinha”, e a motivação foi financeira, já que o mandante “Terrinha” estava endividado, e queria assumir o comando dos negócios do sogro, além disso, os dois eram desafetos, pois a vítima não havia aceitado de bom gosto o casamento dele com sua filha.

    Os executores do crime foram Jailto Nascimento dos Santos, 27 anos, e Valdeci de Jesus 34 anos, os dois não tinha passagens pela polícia e alegaram que foram contratados pela quantia de Cem Mil Reais, mas não receberam este valor. Eles disseram também que tentaram desistir do crime, mas foram ameaçados pelo mandante “Terrinha”, que disse que se eles não cometessem o crime, seriam eliminados, pois eles já sabiam demais.

    Em entrevista um dos autores, o Jailto chorou  e pediu perdão a família, e diz esta arrependido assista abaixo:

    A dupla foi presa pelas equipes da CPE que em parceria com a Polícia Civil ajudou na solução do caso e prisão dos autores do crime.

    Veja todos os detalhes assistindo a entrevista do comandante da 18ºCIPM, abaixo;

    A delegada Paula Ruza relatou que a solução do caso teve inicio com a prisão de uma terceira pessoa identificada como Manoel, pois ele foi o primeiro a ser contrato para assassinar o fazendeiro, mas ele desistiu de cometer o crime e após ser identificado pela  policia acabou contribuindo para identificar e prender o mandante e os dois executores do homicídio.

    Veja todos os detalhes assistindo abaixo a entrevista da Delegada responsável pelo;

     

     

    O crime: Assista abaixo a reportagem da TV Sucesso sobre a prisão do mandante do crime;

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.