• Publicado em

    Professora é morta a facadas ao deixar filho na escola em Ponta Grossa; marido é suspeito, diz polícia

    Uma mulher foi morta a facadas no início da tarde desta quarta-feira (4), em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Segundo o Corpo de Bombeiros, a vítima era professora e estava deixando o filho na escola. O marido dela é suspeito do crime, segundo a Polícia Civil.

    A vítima, Luciane Ávila, de 42 anos, trabalhava na mesma escola onde o filho estudava, de acordo com a direção da instituição.

    Os bombeiros informaram que a mulher foi agredida várias vezes com golpes de faca, que atingiram a região do tórax e as pernas.

    Leia também: Número de vagas para estagiários e aprendizes em 2019 teve aumento

    A vítima chegou a ser socorrida e tentou ser reanimada durante meia-hora, conforme os bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

    Um homem, que tentou a ajudar a vítima, sofreu um ferimento no braço. Ele foi socorrido e levado para um hospital da cidade.

    A Polícia Civil disse que a vítima e o marido dela estavam em processo de divórcio. Ainda segundo a polícia, havia um boletim de ocorrência contra o suspeito por perturbação de tranquilidade.

    O suspeito do crime fugiu em uma moto e jogou a faca utilizada para ferir as vítimas em uma esquina, de acordo com os bombeiros.

    A Polícia Civil investiga o caso e faz buscas pelo suspeito. Fonte G1

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.