• Publicado em

    Rapper é assassinado com 64 tiros na saída de prisão nos EUA

    Músico chegou a ser levado com vida para o Mount Sinai Hospital, mas morreu cerca de uma hora após sua internação. Polícia investiga o caso.

    O rapper norte-americano KTS Dre foi assassinado com 64 tiros na saída de uma prisão em Chicago (EUA). De acordo com o canal de TV ABC 7 Chicago, o músico chegou a ser levado com vida para o Mount Sinai Hospital, mas morreu cerca de uma hora após sua internação.

    Autoridades dizem que KTS Dre chegou ao hospital com ferimentos na cabeça e em várias partes do corpo.

    Duas mulheres também ficaram feridas. Uma mulher de 60 anos que acompanhava o rapper na saída da prisão foi baleada no joelho e uma outra mulher que passava no local acabou sendo atingida de raspão por um dos tiros.

    O ataque contra o rapper aconteceu no último dia 10. De acordo com a imprensa norte-americana, ele havia acabado de ser liberado da prisão Cook County Jail, de Chicago, após sua namorada pagar uma fiança de US$ 5 mil, cerca de R$ 25,8 mil. Ele havia sido preso em flagrante no dia 1º de julho por posse ilegal de arma.

    A polícia de Chicago ainda está atrás dos responsáveis pelo assassinato.

    No instante do ataque, KTS Dre fazia uso de uma tornozeleira eletrônica, imposta a ele como condição para sua liberação. O ataque ocorreu enquanto ele e a mulher que o acompanhava se dirigiam para um carro no estacionamento da prisão. Testemunhas do ocorrido relataram terem visto os tiros saindo de dois carros distintos.

     

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.